22/02/2016

Resenha: Lugares distantes - Daniel Cavalcante +

Lugares distantes

Autor(a): Daniel Cavalcante +
Editora: Infinitum Libris
Páginas: 80
Resenha por: Larissa
Nota: 4/5





Sinopse: Onde não há olhos para vigiar ou lei para punir, os instintos mais selvagens despertam. Casebres no meio do nada, sítios, florestas, comunidades isoladas e templos de seitas religiosas secretas – lugares esquecidos ou jamais vistos pela sociedade são o palco de atos inconcebíveis. Criaturas hediondas, espíritos, demônios, vampiros, seres de outro planeta e... o próprio Homem transformam este cenário deserto em um antro de brutalidade.

Resenha: "Lugares distantes" é um livro com vários contos de escritores brasileiros. Nele encontramos desde contos de fantasmas até contos bem macabros (o que não me agradou muito).

Como são vários contos, eu vou falar somente sobre alguns. Não vou falar sobre todos porque, se eu o fizer, a resenha irá ficar enorme e cansativa de ler, e também porque tem um conto que eu não entendi simplesmente nada.

O final do primeiro conto, que se chama "Selvagens", me deixou em estado de choque. Fiquei por horas pensando naquela coisa horrível que eu tinha acabado de ler. O conto é sobre duas crianças que nunca viram a luz do dia, vivem há décadas na escuridão e se comunicam apenas por gemidos, que aprenderam com seus únicos amigos: os ratos.

"Bá e Cá nunca viram a luz do sol. Eram medonhos, com a pele quase transparente porém coberta de sujidade e os olhos esbugalhados e pretos. O cabelo dava-lhes pela cintura e andavam nus, exibindo uns corpos mirrados e pouco desenvolvidos. Movimentavam-se dobrados sobre si próprios, aos pulos e não falavam. Comunicavam através de gemidos e guinchos, os únicos sons que lhes eram familiares, vindos da única companhia que conheciam, as ratazanas."

Mas, logo após, veio o conto "Encontro em família", e vi que o primeiro conto não era nada assustador perto deste. Fiquei simplesmente sem reação e arrepiada do começo ao fim. Nele é contada, através do filho, uma história que aconteceu com seu pai, que estava andando pela estrada, com algum peso na consciência de ter que mentir para o seu pai, quando, de repente, aconteceu algo muito assustador. Devo dizer que adorei a escrita do Thomé, não sei porque, mas é diferente e bem legal.

O conto "Aprisionada" trata de algo que é bem comum hoje em dia (tirando a parte do filho aprisionar a mãe, eu acho). Ele conta a história de um filho que foi "arrastado" para o mundo das drogas, e então acabou vendendo tudo o que tinha na casa de sua mãe, até mesmo o que não tinha valor. E, como se tudo isso não bastasse, ainda deixou a mãe aprisionada em um quarto imundo na casa onde viviam, e mal dava comida para a mulher. A estória é bem dramática e em algumas partes foi um pouco tediosa.

"O filho a empobrecera, continuamente, ao longo dos anos. Arrastara para fora tudo o que havia em casa, o que tinha e o que não tinha valor, deixando apenas as paredes. Tudo ele havia vendido para fazer dinheiro para a compra de entorpecentes que consumia diariamente."

"Não, não era" é um conto bem curtinho, mas que não deixou de me passar medo. Não posso falar muito dele, porque posso acabar dando spoilers, mas, resumidamente, ele fala sobre um menino que, com o propósito de curar seu medo e poder andar na escuridão sem temer, vai até um psicólogo, e a história se passa toda aí mesmo.

No geral, todos os contos me deixaram com um pouco de medo ou aflição, com exceção apenas de dois que, na minha opinião, estragaram o livro, e por isso dei nota três para o livro.

20 comentários:

  1. Adorei a resenha! E por se tratar de um livro de contos brasileiros ainda mais, acho tão importante ter resenhas dessas sabia.
    Quando você falou sobre o conto Selvagens até eu fiquei chocada, que coisa!
    Deu vontade de ler... Parabéns! bjs
    www.pilateandosonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto muito de livros brasileiros, e ao contrário de muitos, leio sem preconceito. O conto "Selvagens" é, realmente, muito selvagem, hahaha. Beijos!

      Excluir
  2. Adorei você sabe falar muito bem sobre os livros da vontade de ler todos!! Obrigado por se dedicar a esse blogger lindo. Continuei assim que irá chegar longe. Sucesso sempre flor :*
    Obrigada de novo!!
    http://www.aliadasafeminices.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz em saber disso. Beijos e muito obrigada!

      Excluir
  3. Não conhecia esse livro, mas achei a premissa bem interessante. Gosto bastante de conferir contos e espero poder ler estes em breve. Ótima resenha e parabéns pelo blog. Beijos, Fê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é ótimo, Fê. Muito obrigada! Beijos!

      Excluir
  4. Oii!
    Não é realmente tipos de histórias que gosto de ler, muito assustador rs, e por conta disso não sei se leria :/ Mas adorei a resenha ♥

    Beijão!
    http://loucaspaginasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Eu também pensava que eu não ia gostar, por se tratar de contos, mas resolvi dar uma chance, e não é que gostei? Beijos!

      Excluir
  5. parece ser mt bom mas não curto mt contos macabros hahaha

    www.blogamorarosa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu disse, tem alguns contos mais para o lado de fantasmas e tal, então se você curtir esse tipo de conto, pode dar uma chance ao livro, mesmo que lendo só os contos que te interessam mais, rs.

      Excluir
  6. Olá!
    Eu não tenho lido muitos livros de conto, pois sempre acabo sentindo falta de algo, de um complemento, sabe?
    Eu gostei muito da sua opinião sobre os contos e acho que também teria medo, apesar de curtir essa sensação (risos).
    Fiquei curiosa com o conto "Encontro em Família", me pareceu o melhor.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Este foi o primeiro livro de contos que li, e parece que falta algo mesmo, pois nesse livro, os contos são bem curtinhos. O conto "Encontro em família" é um dos melhores, haha. Beijos!

      Excluir
  7. Oi
    eu não conhecia o livro, mas infelizmente não chamou minha atenção pelo menos você curtiu, não gosto muito dessas coisas assustadoras.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Que pena que não curtiu, pois o livro é bem legal.

      Excluir
  8. Recentemente comecei a ler contos, gosto porque são rápidos e não me apego aos personagens, mas sinto que fica faltando algo, um final, quem sabe... Contos normalmente acabam nos deixando com dúvidas do que aconteceu.
    Mas parabéns pela resenha, fiquei com vontade de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os contos deste livro são bem curtinhos, então não deu tempo de eu me apegar a nenhum personagem, haha.

      Excluir
  9. Olá,
    Sou o tipo de pessoa que não costuma ler nada que dá medo, então a já dá pra perceber que a história em si não chegou a me interessar muito, mas foi bom conhecer o livro.
    Beijos.
    Nasci Gabriela - www.nascigabriela.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Este foi o primeiro livro de terror que li, e gostei bastante da experiência. Beijos!

      Excluir
  10. Nossa Parece bem diferente de tudo que já li.
    Gostei bastante da sua resenha,parabéns!

    falandodiferentesobrelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado da minha resenha. Beijos!

      Excluir