15/05/2017

Resenha: O lápis mágico - Palmira Heine

O lápis mágico

Autor(a): Palmira Heine
Editora: Garcia
Páginas: 14
Resenha por: Larissa
Nota: 4/5
*Livro cedido pelo site para resenha




Sinopse: Maria era uma menina feliz e alegre que adorava brincar com os amigos. Um dia, ao voltar da escola, encontrou, no chão da rua por onde passava, um lápis dentro de uma caixa. Levando-o para casa, descobriu que o lápis, na verdade, era mágico. Tudo o que se desenhava com ele, tornava-se realidade... Assim, quanto mais coisa Maria desenhava, mais coisa tinha e, de tanto ter mais coia, mais coisa queria... O livro problematiza a questão do ter tudo o que se quer como chave para a felicidade, explorando a contradição entre o ter e o ser... Com conotação filosófica, o tema é discutido à luz da linguagem infantil, adaptado ao universo da criança.

Resenha: Não costumamos ler nem resenhar livros infantis por aqui, apesar de gostarmos muito de ler obras assim... Porém, o livro de hoje é para crianças e é super fofo.

Maria era uma menina muito curiosa e, ao ver um lápis por onde passava, logo guardou-o na mochila e foi embora. Ao chegar em casa, descobriu que o lápis era mágico, e tudo o que ela desenhava, logo se tornava real...

"Com muita ansiedade, a menina resolveu testar o lápis encontrado, esperando que a mágica desse mesmo resultado. Desenhou uma bola, e a bola, de repente, apareceu em sua frente. Desenhou uma linda bolsa, e logo a bolsa ali estava, como num passe de mágica."

Maria começou a desenhar comidas (gente, se eu tivesse um lápis desses, ia desenhar pizzas e lasanhas toda hora), bicicletas, brinquedos, bonecas, vestidos, e até um reino completo, onde ela era a rainha!

Porém, depois de um tempo, apesar de poder ter tudo o que queria, Maria começou a se sentir solitária, sem amigos... Passou a sentir falta de suas antigas brincadeiras no bairro, e é aí que está a lição do livro para as crianças: de nada adianta você ter todas as coisas materiais que quer, quando não tem amigos para se divertir...

Eu gostei bastante do livro, mesmo tendo quinze anos, e acredito que minha mãe também iria gostar se lesse. Enfim, é um livro dedicado às crianças, mas todos que têm uma criança dentro de si, irão gostar da obra.

7 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Nossa que amor, eu amo livros infantis, são bons de ler.
    Eu não conhecia esse livro, irei pesquisar para adquirir, acho que minha irmã iria gostar.
    Beijos,
    Keth.
    Blog: www.parbataibooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi meninas, eu tb nem sempre leio livros infantis, mas alguns como esse são tão fofos que a gente fica com muita vontade de conferir! <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Muito adorável a proposta do livro, a mensagem muito amor.
    Gostei também da ate da capa! Ótima dica.

    tenha uma ótima semana =D
    Nana - Canto Cultzíneo / Novo Twitter

    ResponderExcluir
  4. Oi, Larissa. Eu lia muitos livros assim quando mais nova e sempre vejo o quanto os autores querem mostrar algo de útil em suas histórias. Gostei dessa abordagem, de mostrar que bens materiais ou ter tudo não significa sinônimo de felicidade. Amei!
    Beijo!
    Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  5. Não curto livros infantis, mas acho eles essenciais <3 Toda criança deveria ler!
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Larissa!
    Adorei a mensagem que o livro passa. E eu super achei a menininha da capa parecida com a Dora haahhaha Vai entender.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Dois Anos de Família Hallinson

    ResponderExcluir
  7. Oie, que estória mais fofinha! As vezes precisamos "alimentar" a nossa criança interior.
    Linda resenha!
    Bjos

    ResponderExcluir