20/08/2018

[Resenha] A namorada ideal | Michelle Frances

A namorada ideal

Autor(a): Michelle Frances
Editora: Astral Cultural
Páginas: 448
Resenha por: Viviane
Avaliação: 5/5
Compre: Americanas

*Livro cedido pela editora para resenha


Sinopse: Uma garota. Um garoto. A mãe dele. E uma mentira que vai mudar tudo.

O quão longe você iria para proteger seu filho?

Laura tem uma vida perfeita: carreira de sucesso, um casamento duradouro com um marido rico e um filho lindo e talentoso, o jovem Daniel. Porém, tudo muda quando o rapaz conhece Cherry e decide apresentá-la aos pais.

O desconfortável primeiro encontro estabelece uma zona de disputa entre sogra e nora. Laura, enciumada, começa a desconfiar das intenções de Cherry, que teve uma infância pobre. Ambiciosa, a garota sempre sonhou em ter uma vida como a de Laura.

Resenha: Já no prólogo conhecemos Laura, que sempre foi muito vaidosa, com uma aparência envelhecida, saindo de um hospital e sugerindo que vai fazer algo hediondo; só pairava a dúvida se era contra outra pessoa ou contra sua própria vida.

No primeiro capítulo voltamos meses antes do prólogo e temos Laura radiante para encontrar seu filho, Daniel, que cursa medicina e mora fora, e que veio passar as férias em casa; já fazem dois dias que o rapaz chegou e os dois ainda não se encontraram, então Laura já está impaciente.

Quando encontra o filho, a mulher descobre que ele está procurando um apartamento para comprar e através deste negócio conheceu Cherry, a corretora, e tem saído com ela todas as noites. Laura fica feliz que seu filho único tenha encontrado alguém e torce para que sejam felizes e que ela se dê bem com a moça.

"Daniel fora o centro de sua vida por tanto tempo, e agora ela estava secretamente animada com a ideia de que ele encontrara alguém especial, alguém de quem poderia ser amiga."

Ao conhecermos um pouco mais de Cherry, vamos descobrir que ela veio de uma origem muito humilde e que sonha em dar-se bem na vida, talvez com um bom casamento, já que seis meses antes, na cidade em que morava, namorou um rapaz muito rico e ficou muito irritada quando ele a dispensou dando desculpas de que os pais queriam que ele só focasse nos estudos, sendo que pouco tempo depois ela o encontrou com outra namorada, que parecia ser do mesmo nível de seu ex.

Quando Cherry conhece Daniel, vê uma nova oportunidade de dar-se bem na vida. Após alguns dias saindo com Cherry, Daniel leva a garota para os pais conhecerem; apesar da tensão por parte da moça, a noite corre tranquila.

Laura sente-se um pouco incomodada, pois está perdendo seu posto de única mulher na vida do filho, por quem ela dedicou sua vida. Um ano antes de Daniel nascer, sua filhinha, com apenas sete dias, faleceu, então Daniel fora criado com todos os mimos e regalias. Quando o garoto era ainda bem criança, Howard, seu pai, quase se separou de Laura por causa de outra mulher, mas manteve o casamento para proteção do menino, e isso fez com que Laura mantivesse uma relação muito mais próxima e até possessiva do filho. Agora, com Daniel criado, Laura vê indícios de que Howard voltou a relacionar-se com a mesma mulher de antes.

"E eu prometi, Howard, prometi que sempre cuidaria dele; que ficaria atenta a ele; que faria as perguntas que ele não era capaz de fazer. Que eu me superaria. Ele foi minha segunda chance."

Cherry vai tornando-se cada vez mais presente na vida de Daniel e, durante uma viagem para outro país, Laura vê indícios de que a moça tenha pedido a Daniel mais dinheiro do que precisava para pagar as passagens e que ficou muito mais tempo do que dissera que iria ficar, dizendo que recebera férias da corretora. Ao voltar, Laura investiga e descobre que Cherry mentira no emprego, dizendo que sua avó havia falecido. Quando Laura conta para Daniel, ele se põe contra a mãe, já que na viagem Cherry armou para que parecesse que Laura tinha destruído um presente que a moça deu à Daniel.

"Ele falou baixinho. - Mãe, não é Cherry a mentirosa aqui."

Então as duas mulheres começam um joguinho de disputar a atenção de Daniel. Ao saber do aniversário de Laura, Cherry mente que já tinha feito uma reserva com Daniel para fazerem rafting, esporte que o rapaz ama; mas algo dá muito errado nesta viagem e a vida de Daniel corre perigo. Esta parte é um pouco depois da metade do livro, então serei bem vaga para deixá-los curiosos e não dar spoiler e estragar a surpresa, porque a história é muito boa, com uma surpresa atrás da outra, muitas reviravoltas, intrigas, mentiras e armações. Com a vida de Daniel por um fio, Laura conta uma mentira para tirar a moça da vida dele; consequentemente, tem que contar outra mentira ao seu filho, e a coisa vai virando uma bola de neve. Quando Cherry, meses depois, descobre a mentira, promete vingar-se e tirar tudo de Laura, promessa esta que não foi da boca para fora e rendeu cenas que me gelaram o sangue e fizeram-me esquecer até de respirar.

Esse é aquele tipo de leitura que aparentemente tem uma vilã e uma mocinha, só que, no decorrer dos acontecimentos, ficamos com pena da vilã e com raiva da mocinha, mas este papel inverte-se toda hora e percebemos que não sabemos mais para quem torcer. Foi a disputa entre sogra e nora mais eletrizante que já vi, com um final digno de cinema - aliás, acho que este livro daria um ótimo filme. Leitura mais do que recomendada!

14 comentários:

  1. Ah!Pulei muitas partes dessa resenha, pois irei receber o título para resenhar também. Desde que vi esse lançamento fiquei louca de curiosidade.. Estou ansiosa por esta leitura. Espero que não me decepcione.

    Ansiedade é meu sobrenome, quanto a esse livro.

    Beijos meninas.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Lendo a sinopse lembrei daquele filme com a Jlo - A sogra hahahahahahaha.. Só que claro que esse deixou claro ser mais sombrio e só pela resenha fiquei com medo da mãe dele hauhauha.. Preciso dar uma chance para essa leitura.

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  3. Olá, lendo a sua resenha isso me parece mais uma trama de novela, sabe? Infelizmente não é o tipo de enredo que me prende a atenção porque nao encaro de maneira saudável essa rivalidade, mas fico feliz que tenha sido uma leitura agradável para você.

    ResponderExcluir
  4. Oie tudo bem? Mulher, amei a capa do livro, já a premissa dele nem um pouco kkk Seria um daqueles livros q eu escolheria no impulso e ficaria na estante pra sempre. Não faz muito meu tipo, mas que bom que você gostou.

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem? Eu honestamente detesto rivalidade feminina, independente se é por causa de um interesse amoroso ou por um filho. Eu entendo que a "mocinha" não parece tão mocinha assim, mas eu não consigo comprar uma premissa tão machista. Acho que tá na hora de qualquer relacionamento tóxico (como claramente o dessa mãe para com o filho se mostra ser) parar de ser incentivado na ficção, também.
    Entendo que a história parece cativante e intensa, mas não é pra mim. Porém, que bom que gostou.

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Eu simplesmente fiquei vidrada em cada palavra de sua resenha, porque parecia que você estava narrando para uma criança. Se o livro for tão bom quanto sua resenha, já quero para ontem, porque você finalizou a mesma no momento de alta tensão.

    Já vai estar na minha estante.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas achei o enredo bem interessante. Nunca li nada envolvendo um embate entre sogra e nora, mas acho muito interessante livros em que nossa opinião sobre os personagens vai mudando ao longo da trama e acredito que isso deixe a leitura muito envolvente.
    Adorei a resenha e já anotei a dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Eu não conhecia o livo e pela capa eu já me interessaria por ele, mas lendo a sinopse nem tanto. Só que ler a sua resenha me deixou bem curiosa mesmo, no começo não me interessei tanto, mas ao terminar de ler eu pensei: Quero esse livro!
    Adorei a dica.

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o livro, mas essa jogada do prólogo antecipar os acontecimentos iniciais do livro me deixam mega curiosa para o que aconteceu para chegarmos aquele ponto. Fiquei muito curiosa para saber que acontece com Daniel nesse rafting, que eu nem sei o que era e fui no google ver rsrs. Quero ler só pra saber o que aconteceu para você ficar com raiva da mocinha e com dó da vilã.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Ah adoro enredos que mistura os sentimentos entre a vilã e a mocinha, nos deixando a todo momento embaralhada haha Parece ser um enredo bem interessante, pela sinopse e sua resenha, e acho que daria uma oportunidade sim. Então, dica anotada <3 Espero conseguir lê-lo em breve!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Que resenha deliciosa de ler, capturou minha atenção do mesmo jeito que a trama é eletrizante e pelo que você narrou com certeza dá um filme bem legal. Achei a premissa bem legal e anotei a dica.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  12. Oie!!
    Nossa, não conhecia esse livro e confesso que fiquei muito, mas muito curiosa mesmo para saber mais sobre ele. Amo livro nessa pegada, esse psicologico em jogo e as reviravoltas que encontramos.
    Dica mais que anotada!

    beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?

    Confesso que não conhecia o livro e a autora, achei a capa bonita e a premissa legal. Gostei da sua resenha, achei interessante o fato de ter reviravoltas, vou anotar a sua dica!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  14. Eu amei o livro, mas o final...
    Esperava algo mais interessante pois o livro todo foi maravilhoso, mas acho q o final precisava de algo mais sofrido e resolvido..
    Entretudo gostei bastante da leitura ;)

    ResponderExcluir