07/12/2018

[Resenha] Como nascem as estrelas | Giovanna Ramundo

Como nascem as estrelas

Autor(a): Giovanna Ramundo
Editora: Autografia
Páginas: 158
Resenha por: Larissa
Avaliação: 4/5
Compre: Editora

*Livro cedido pela editora para resenha


Sinopse: Caio é um menino sem pais que vive uma vida difícil em uma cidade repugnante chamada Remoinho. Mas sua realidade começa a mudar quando um anjo despenca do céu e acaba se tornando seu amigo. Entre um dia e outro a verdade sobre a história do tal anjo é revelada, e não se parece em nada com os contos celestiais que lemos por ai...

A partir da voz de um narrador um tanto carismático e incisivo, a relação das duas crianças vai se estabelecendo. E entre livros, músicas, conversas sobre o Universo e tinta para o cabelo, os meninos embarcam em uma nova descoberta sobre a vida, a morte, a infância e quem eles realmente são.

Resenha: Vocês sabem como são formados os anjos? Bom, segundo o livro "Como nascem as estrelas", são as crianças que morrem antes de virar adultas que os formam.

Nessa obra iremos conhecer intercaladamente a vida de Benjamin e de Caio.

Benjamin é um garoto que vive com sua mãe, seu pai e sua irmã, Hélen, em uma casa mais afastada da cidade. Seu pai é um homem horrível, que sai para beber e volta para casa sempre transtornado. O cúmulo é quando Enzo, o pai, ao ser retrucado por Hélen, estupra a garota, justamente no dia do seu aniversário de oito anos. Após isso, ele passa a estuprar o garoto também.

Caio vive em uma pequena vila, chamada Remoinho, que, por ser tão pequena, todos se conhecem e, consequentemente, as notícias correm soltas e rapidamente. É uma vila calma, onde praticamente nada acontece, mas quando uma folha voa já é algo de grande repercussão, que precisa ser comentado. Tudo muda na pacata vila quando aparece, de repente, um anjo.

"Remoinho é uma pequena vila entre o nada e o lugar nenhum. E não passa de quatro ruas cheias de casas de madeiras baixas e largas, ao lado de um campo e de uma pequena lagoa, que parece menor a cada ano."

O anjo cai do céu em um fim de tarde qualquer e não sabe exatamente o que faz ali, então, de repente, chama por Caio. Ao encontrarem-se, Caio leva o anjo, que diz chamar-se Esperança, para sua casa e os dois viram grandes amigos. Os moradores, desconfiados, não gostam nada da aproximação de Caio e do anjo, mas nada podem fazer. Então os garotos passam seus dias falando sobre diversas coisas, como livros, músicas, entre outras.

"Enquanto tivesse seus livros, não precisaria de mais nada. Os livros são coisas engraçadas, você pode usá-los de diversas maneiras. Eles podem te ligar com o mundo ou te esconder dele..."

Conforme a história vai avançando nós vamos conhecendo melhor as estórias de Caio e do anjo - que caiu em Remoinho completamente sem memória, mas vai lembrando de tudo através de sonhos - e, no fim, todos os pontos são ligados.

Uma coisa que achei muito bacana é que o narrador conversa com o leitor, por vezes dando sua opinião sobre a história, inclusive.

"Meu Deus! Mas que papo estranho!, mas que anjo estranho!, mas que menino estranho!, mas que gente estranha! e que narrador estranho também, que para uma história desse jeito! Devo dizer, leitor, estou achando que esta não será uma história bem escrita e, se eu fosse você, fechava este livro agora mesmo! Pobre de mim que sou obrigado a aturar as vaidades de escritores fracassados que não sabem escrever!"

É uma leitura sem grandes reviravoltas, mas bastante leve e que nos traz várias lições e discussões sobre questões importantes.

8 comentários:

  1. Que legal esse livro heim, eu confesso que não conhecia ele, mas eu gostei de saber sua opinião sobre a história e saber mais sobre o livro. Obrigada pela dica mas deixarei passar no momento.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. O livro parece ter uma premissa bem interessante. Eu não conhecia. Estou precisando voltar a ler com frequências, ando meio desanimada e curto essa pegada com lições e escrita leve.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Achei a premissa interessante e ao ler sua resenha fiquei com a certeza de uma história envolvente e muito reflexiva.
    Não conhecia essa história e adorei a indicação, assim como a edição.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  4. Olá!! :)

    Eu confesso que nunca tinha ouvido falar sobre este livro, mas a verdade e que fiquei algo curioso...

    ENfim, que otimo que ele nos faz pensar. Pena que nao tem grandes reviravoltas...

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  5. Oiê! Já tinha visto esse livro por aí, mas não fazia ideia do que se tratava e admito que fiquei bem impressionada, ela tem um enredo forte. Difícil até imaginar que não tenha grandes reviravoltas, espero que o autor tenha conseguido criar um desfecho apropriado para a história de Caio e Helen.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá Larissa, tudo bem? Eu ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre esse livro mas, estou animada para lê-lo porque sua resenha ficou incrível. Achei interessante você falar sobre as poucas reviravoltas do livro, porque ele parece ser tão envolvente.

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  7. Olá
    Já tinha conhecido o livro, e me apaixonado pela capa mas não tinha ideia que o enredo era tão forte. Acho que vou gostar muito da leitura espero não me decepcionar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. a obra parece aquele estilo que lemos numa tarde e a historia aqeuece nosso coração <3

    ResponderExcluir