02/01/2019

[Lidos do mês] Dezembro | 2018

Olá, livreiras e livreiros! Hoje trouxemos para vocês nossas últimas leituras do ano de 2018. Conseguimos ler bastante coisa bacana em dezembro e esperamos que vocês também. Vamos conferir!

Larissa

Tudo e todas as coisas | Nicola Yoon (5/5): "Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."

Boa noite | Pam Gonçalves (4/5): Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação - em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números -, a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa.

A princesa salva a si mesma neste livro | Amanda Lovelace (5/5): Amor e empoderamento em versos que levam os contos de fada à realidade feminina do século XXI A princesa salva a si mesma neste livro, de Amanda Lovelace, é comparado ao fenômeno editorial Outros jeitos de usar a boca, de Rupi Kaur, com o qual compartilha a linguagem direta, em forma de poesia, e a temática contemporânea. É um livro sobre resiliência e, sobretudo, sobre a possibilidade de escrevermos nossos próprios finais felizes. Não à toa A princesa salva a si mesma neste livro ganhou o prêmio Goodreads Choice Award, de melhor leitura do ano, escolha do público. Esta é uma obra sobre amor, perda, sofrimento, redenção, empoderamento e inspiração. Dividido em quatro partes ("A princesa", "A donzela", "A rainha" e "Você"), o livro combina o imaginário dos contos de fada à realidade feminina do século XXI com delicadeza, emoção e contundência. Amanda, aclamada como uma das principais vozes de sua geração, constrói uma narrativa poética de tons íntimos e cotidianos que acolhe o leitor a cada verso, tornando-o cúmplice e participante do que está sendo dito.

Belleville | Felipe Colbert (5/5): Se pudesse, Lucius aterrissaria em 1964 para ajudar Anabelle a realizar o grande sonho do seu falecido pai! De quebra, ajudaria a moça a enfrentar alguns problemas muito difíceis, entre eles resistir à violência do seu tio Lino. Claro que conhecer de perto os lindos olhos verdes que ele viu no retrato não seria nenhum sacrifício... Sem conseguir explicar o que está acontecendo, Lucius inicia uma intensa troca de correspondência com a antiga moradora da casa para onde se mudou. Uma relação que começa com desconfiança, passa pelo carinho e evolui para uma irresistível paixão - e para um pedido de socorro...

Mentirosos | E. Lockhart (5/5): Na família Sinclair, ninguém é carente, criminoso, viciado ou fracassado. Mas talvez isso seja mentira. Os Sinclair são uma família rica e renomada, que se recusa a admitir que está em decadência e se agarra a todo custo às tradições. Assim, todo ano o patriarca, suas três filhas e seus respectivos filhos passam as férias de verão em sua ilha particular. Cadence - neta primogênita e principal herdeira -, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat são inseparáveis desde pequenos, e juntos formam um grupo chamado Mentirosos. Durante o verão de seus quinze anos, as férias idílicas de Cadence são interrompidas quando a garota sofre um estranho acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, depressão, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos. Toda a família a trata com extremo cuidado e se recusa a dar mais detalhes sobre o ocorrido... até que Cadence finalmente volta à ilha para juntar as lembranças do que realmente aconteceu.

A bruxa não vai para a fogueira neste livro | Amanda Lovelace (4/5): Aqueles que consideram "bruxa" um xingamento não poderiam estar mais enganados: bruxas são mulheres capazes de incendiar o mundo ao seu redor. Resgatando essa imagem ancestral da figura feminina naturalmente poderosa, independente e, agora, indestrutível, Amanda Lovelace aprofunda a combinação de contundência e lirismo que arrebatou leitores e marcou sua obra de estreia, "A princesa salva a si mesma neste livro", cujos poemas se dedicavam principalmente a temas como relacionamentos abusivos, crescimento pessoal e autoestima. Agora, em "A bruxa não vai para a fogueira neste livro", ela conclama a união das mulheres contra as mais variadas formas de violência e opressão. Ao lado de Rupi Kaur, de "Outros jeitos de usar a boca" e "O que o sol faz com as flores", Amanda é hoje um dos grandes nomes da nova poesia que surgiu nas redes sociais e, com linguagem direta e temática contemporânea, ganhou as ruas. Seu "A bruxa não vai para a fogueira neste livro" é mais do que uma obra escrita por uma mulher, sobre mulheres e para mulheres: trata-se de uma mensagem de ser humano para ser humano - um tijolo na construção de um mundo mais justo e igualitário.

Sorrisos quebrados | Sofia Silva (4/5): Sorrisos Quebrados gira em torno de três personagens: a jovem Paola, a pequena Sol e seu pai, André. Os três são vítimas de violências distintas, que deixaram marcas profundas em cada um. Trata-se de uma história de superação de dores, magia, estrelas e de como importantes laços humanos podem se formar a partir da autoaceitação, da arte e da tolerância no cotidiano.
Príncipes perversos | Karine Vidal (5/5): Lívia terá que assumir a vida de sua irmã gêmea. Por circunstâncias inesperadas, as irmãs Lívia e Clara foram separadas na infância. Lívia leva uma rotina simples no interior - enquanto Clara possuí uma vida cheia de luxo, refinamento e intrigas na fervilhante cidade grande. Vinte anos depois da separação, Clara reaparece na vida da irmã. Faz um pedido inusitado: ela precisa que a Lívia assuma sua identidade por três meses. Em razão disso, Lívia assume a vida de sua irmã gêmea. Ela se muda para a cidade grande e depara-se com mansões, faculdades de elite, bem como alunos tão ricos quanto perversos. Em posse da identidade da irmã, Lívia engana a todos. Envolvida em um turbilhão de intrigas de jovens milionários, a garota tenta sobreviver e proteger seu segredo. Contudo, Felipe Feron chegará para atrapalhar os seus planos. O garoto leva à fama de ditador da faculdade, e comanda o lugar com punho de ferro. Ambos rapidamente viram inimigos - mas o ódio está bem próximo ao amor. O garoto a quer. Nesse ínterim, um assassino secreto divulga uma lista de alunos que estão marcados para morrer - e o nome de Lívia se encontra no topo. E esse será o seu maior problema. Será que Lívia conseguirá enganar a todos? E ainda sobreviver dentro daquele mundo de elite? Nesse meio tempo, ela tenta resistir ao amor de Felipe Feron, o comandante do lugar. Mas por quanto tempo? Desvende esse universo de segredos e intrigas em Príncipes Perversos.

O lado feio do amor | Colleen Hoover (5/5): Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor. O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.

Uma coisa absolutamente fantástica | Hank Green (3/5): Enquanto volta para casa depois de trabalhar até de madrugada, a jovem April May esbarra numa escultura gigante. Impressionada com sua aparência - uma espécie de robô de três metros de altura -, April chama seu amigo Andy para gravar um vídeo sobre a aparição e postar no YouTube. No dia seguinte, a garota acorda e descobre que há esculturas idênticas em dezenas de cidades pelo mundo, sem que ninguém saiba como foram parar lá. Por ter sido o primeiro registro, o vídeo de April viraliza e ela se vê sob os holofotes da mídia mundial. Agora, April terá de lidar com os impactos da fama em seus relacionamentos, em sua segurança, e em sua própria identidade. Tudo isso enquanto tenta descobrir o que são essas esculturas - e o que querem de nós. Divertida e envolvente, essa história trata de temas muito relevantes nos dias atuais: como lidamos com o medo e o desconhecido e, principalmente, como as redes sociais estão mudando conceitos como fama, retórica e radicalização.

Viviane

Eu tenho sérios poemas mentais | Pedro Salomão (5/5): Antes de mais nada eu gostaria de pedir licença ao seu coração, pois sinto que a relação que vamos criar a partir de agora é muito forte. Eu escrevi neste livro as poesias sobre os lugares mais íntimos em mim, aqueles lugares que são tão profundos que até eu mesmo só consigo visitar às vezes... Estou me apresentando para você como sou, sem rosto, sem voz e sem cheiro. Apenas ideias. E tudo o que sou são ideias. Neste momento, uma voz está lendo estas palavras em sua cabeça, dentro da sua imaginação, e já não é mais a minha voz, eu não sei como ela é, mas espero que seja doce e suave. Seus pensamentos estão dançando com os meus, e já não sei mais onde eu termino e você começa, e esta é a relação mais íntima que eu já tive com alguém. Obrigado por estar aqui.

Uma bolota molenga e feliz | Sarh Andersen (5/5): As incríveis tirinhas de Sarah Andersen são para nós, que não economizamos dinheiro na livraria, vivemos à base de café, deixamos tudo para a última hora, somos especialistas em roubar o blusão alheio, não sabemos nos comportar em situações sociais e insistimos em Pensar Demais. Esta segunda coletânea continua exatamente onde a primeira parou: debaixo de uma pilha de cobertas, evitando as responsabilidades do mundo real. Este volume traz tiras que acompanham os altos e baixos da montanha-russa implacável que é o começo da vida adulta, além de ensaios ilustrados sobre experiências pessoais da autora ligadas a ansiedade, carreira, relacionamentos e amor por gatinhos. Tudo isso com o mesmo tom sincero, leve e divertido que já conquistou mais de 2 milhões de fãs no Facebook.

Passageiros da eternidade | Carlos Torres (4/5): Em Passageiros da eternidade, o autor traz a história de Andrew e Linda, dois jovens que se apaixonam perdidamente em meio à atmosfera de paz, amor e liberdade preconizada pela juventude da década de 1970. Imaturos, eles acabam sendo envolvidos em um perigoso jogo de intrigas, que coloca à prova o amor que sentem um pelo outro.

Diário de uma escrava | Rô Mierling (5/5): Laura é uma menina sequestrada e jogada no fundo de um buraco por alguém que todos imaginavam ser um bom homem. Ela vê sua vida mudar da noite para o dia, e passa a descrever com detalhes sinistros e íntimos cada dia, cada ato, cada dor que o sequestro e o aprisionamento lhe fazem passar. Estevão é homem casado, trabalhador, pai de família, mas que guarda em seu íntimo uma personalidade psicopata. Ele percorre ruas e cidades se apossando da vida de meninas ainda muito jovens, pois dentro de si uma voz afirma que é dele que elas precisam. Mergulhando fundo nessa fantasia, ele destrói vidas, famílias e sonhos, deixando atrás de si um rastro de dor e morte. Narrado em parte em forma de diário, o livro acompanha mais de quatro anos da vida de Laura em um buraco embaixo da terra, período em que algo dentro dela também se modifica de uma forma inimaginável em busca da única maneira para sobreviver. Publicado originalmente na plataforma digital Wattpad, onde já teve mais de um milhão e meio de leituras, DIÁRIO DE UMA ESCRAVA apresenta um retrato duro, cruel, abominável, mas infelizmente corriqueiro no Brasil e em todo o mundo. Através de Laura, raptada ainda adolescente por um homem que ela chama de "Ogro", a autora denuncia os diversos tipos de violência que muitas mulheres são obrigadas a suportar em silêncio e nas sombras da sociedade. O “Ogro”, um homem aparentemente comum, honesto e “acima de qualquer suspeita”, mantém Laura presa em uma casa afastada, onde abusa dela sexual e mentalmente, alegando ser ela o seu verdadeiro amor. Laura, compreensivelmente, só pensa em escapar dali. Mas agora ele parece estar mudando. Será que é o melhor momento mesmo para fugir?... Bem, isso você vai ter que ler para descobrir.

Pressa de ser feliz | Matheus Rocha (5/5): Matheus Rocha, autor do blog Neologismo, gosta de falar sobre a vida. E a vida tem dessas coisas: paixões, relacionamentos desencontrados e amores que marcam o coração. Ele acha, de verdade, que esse mundo pode ser um lugar bem legal pra se viver, e sonha em abraçar as pessoas por meio de suas palavras. Em Pressa de ser feliz, reuniu crônicas do cotidiano de um ansioso. É a experiência de alguém que, como todo mundo, aprende pouco a pouco a lidar com as loucuras da vida e com a urgência da felicidade.
Proibido | Tabitha Suzuma (5/5): Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis. Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes. Eles são irmão e irmã. Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.

Holy cow | David Duchovny (5/5): Elsie Bovary é uma vaca muito feliz em sua bovinidade. Até o dia que resolve sair sorrateiramente do pasto e se vê atraída pela casa da fazenda. Através da janela, observa a família do fazendeiro reunida em volta de um Deus Caixa luminoso - e o que o Deus Caixa revela sobre algo chamado "fazenda industrial" deixa Elsie e tudo o que ela sabia sobre seu mundo de pernas para o ar. A única saída? Fugir para um mundo melhor e mais seguro. Assim, um grupo para lá de heterogêneo é formado: Elsie; Shalom, um porco rabugento que acaba de se converter ao judaísmo; e Tom, um peru tranquilão que não sabe voar, mas que com o bico consegue usar um iPhone como ninguém. Munidos de passaportes falsos e disfarçados de seres humanos, eles fogem da fazenda e é aí que a aventura deles alça voo - literalmente. Elsie é uma narradora marrenta e espirituosa; Tom dá conselhos psiquiátricos com um sotaque alemão um tanto forçado; e Shalom, sem querer, acaba unindo israelenses e palestinos. As criaturas carismáticas de David Duchovny indicam o caminho para um entendimento e uma aceitação mútuos dos quais esse planeta tanto precisa.

POSTAGEM POR: LARISSA E VIVIANE

7 comentários:

  1. Olá!
    Da sua lista já li: Tudo e Todas as Coisas, O Lado Feio do Amor, Proibido e Mentirosos.
    Proibido é um mix de sentimentos, né?

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  2. Olá.
    Vocês leram bastante em dezembro, hein?
    Tudo e Todas as Coisas é um livro que quero muito ler, li ótimos comentários sobre ele. A princesa salva a si mesma neste livro e A bruxa não vai para a fogueira neste livro são títulos bem instigantes.
    Diário de uma Escrava já li alguns capítulos e é muito impactante, fora que a escrita da autora é ótima.
    Adorei saber as leituras de vocês.
    Até mais.

    ResponderExcluir
  3. Em dezembro ao contrário de vocês li apenas 1 livro. Passei o mês inteiro entrando em dias com os animes e dramas que queria assistir rs'

    Bjo!

    https://palavrasmagica-s.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, quanta leitura boa em dezembro vocês tiveram.
    Proibido e Tudo e todas as coisas são um dos meus livros favoritos, espero que tenham gostado da leitura.
    outros eu ainda não li mas tenho muita vontade de ler a princesa salva a si mesma neste livro e a bruxa não vai para a fogueira neste livro.
    Mentirosos e o lado feio do amor eu tenho muita vontade de ler também.

    Que vocês tenham ótimas leituras em 2019.
    Beijos!!
    https://sentimentos-de--uma-garota--bipolar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oie amoreca,

    Sempre pensei em fazer esses resumos de leituras no blog, mas achei que fosse ficar cansativo... pelo contrário, a maneira que você colocou ficou bárbara.
    Tem uns tantos ai que já estavam na minha lista de leitura, só fiquei ainda mais curiosa.
    Os que ainda não conhecia, gostei também!
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  6. Quantas leituras legais vocês fizeram! Amei ver Tudo e todas as coisas e Mentirosos nessa lista, são dois livros que já li e dos quais gosto muito.

    ResponderExcluir
  7. Estou louca para ler Proibido e Mentirosos. Um deles já tenho o outro ainda tenho que comprar ou conseguir em troca. :/
    Quantas leituras maravilhosas! Adorei esse livro da Pam. ♥
    beijos

    ResponderExcluir