02/12/2019

[Resenha] Não pare! (não pare! #1) | FML Pepper

Não pare!

Autor(a): FML Pepper
Editora: Valentina
Páginas: 280
Resenha por: Larissa
Avaliação: 4/5
Compre: Amazon / Submarino




Sinopse: Nina Scott não suportava mais a vida nômade e solitária que sua mãe, Stela, a obrigava a ter. Mudar de cidade ou de país a cada piscar de olhos, conviver com tantas perguntas que a consumiam, assombrada por mistérios de um passado guardado a sete chaves. Agora, aos 16 anos, a garota das estranhas pupilas exigia respostas.

E, para sua péssima sorte, elas já estavam a caminho!

Quando Stela decide ficar em Nova York, Nina acredita que seu sonho de ter uma vida normal vai se tornar realidade. Finalmente terminará o ano letivo em um mesmo colégio, poderá fazer amigos sem ter que abandoná-los, viver um grande amor, amadurecer... Enfim, curtir a juventude.

Mas o "normal" está muito longe da vida de Nina!

Perdida no olho de um furacão de mortes e inexplicáveis acidentes, tendo que esconder os terríveis fatos da mãe, Nina começa a desconfiar da própria sanidade mental, de tudo e de todos. O que explicaria os paralisantes calafrios, a perda de visão e de memória que experimentava sempre que alguém morria ao seu redor? O que ela teria a ver com os bizarros acontecimentos? Estariam eles interligados?

É chegada a hora de pagar para ver. Mas o preço da verdade... será alto demais.

Resenha: Nina Scott não entende o porquê de ela e sua mãe estarem sempre mudando de país, como se fosse um hobby para Stela - sua mãe. Além do fato de que mudar de país constantemente já não permita que Nina seja uma garota normal, têm ainda seus olhos, nos quais as pupilas são do mesmo formato das de um felino.

"Como minha mãe poderia achar normal viver entre vinte cidades e países diferentes num curto intervalo de dezessete anos? Por que tinha que ser assim?"

Ultimamente "acidentes" vêm perseguindo frequentemente Nina, dos quais ela escapa por muito pouco, o que só deixa sua mãe ainda mais apavorada.

Quando se mudam para Nova York, após um "acidente" que quase matou a filha em Amsterdã, Stela resolve que é hora de as duas pararem de ficar mudando-se assim e que irão ficar ali em Nova York por um bom tempo. Nina arruma um emprego e, pela primeira vez, faz uma amiga de verdade no colégio.

Além de uma amiga, era esperado que Nina conhecesse também em seu novo colégio um rapaz que iria mexer sentimentalmente com ela, e esse boy é Kevin Brum, um lindo rapaz louro de olhos verdes que faz seu coração bater mais forte desde a primeira vez que o vê. Mas, como se não bastasse Kevin, tem ainda Richard Trent, que também é atraente com seus olhos azuis-turquesa e suas vestes sempre pretas, mas, ao contrário de Kevin, parece ter vindo para a mesma escola que Nina com a missão de fazer ela perder a paciência sempre que ele aparece. Porém, lembrem-se: nada é o que parece.

"Meu coração, perdido dentro de mim, oscilava entre o certo e o errado, o morno e o ardente. Kevin era gentil, agradável. Richard me queimava."

Nina sabe que os acidentes que vêm acontecendo com ela não são tão acidentais assim, mas ela não conta nada para sua mãe, pois sabe que ela surtaria e as duas mudariam de cidade novamente. Porém tem algo em comum nos acidentes que a perseguem: ela sempre enxerga o rapaz dos lindos olhos azuis-turquesa em algum canto.

Enfim, o que acontece é que existem quatro dimensões no nosso planeta: Plano (o céu), Intermediário (a Terra), Zyrk (responsáveis pelo equilíbrio da Terra) e Vértice (o inferno). Responsável pelo equilíbrio da Terra, Zyrk conta com quatro reinos (Thron, Storm, Windston e Marmon), onde a missão dos integrantes deles é matar os humanos que vivem na Terra. Está chegando a hora (dia da morte) de Nina, e é por isso que todos esses acidentes vêm acontecendo com ela, porém tem algo bem maior que a cerca: ela não é uma humana comum (acredito que vocês já tenham imaginado isso).

"Algumas pessoas precisam morrer porque outras precisam nascer. É assim que tem que ser."

O livro seguiu um rumo bastante inesperado para mim, com clãs, Mortes (sim, com M maiúsculo, pois são pessoas com a única missão de matar), lutas sangrentas e muitas fugas, além de a autora brincar com a gente, deixando-nos confusos sobre quem é do bem e quem é do mau, quem mente e quem fala a verdade. Foi uma leitura bem intensa, que li rapidamente por conta da curiosidade. Indico demais para quem gosta de livros cheios de ação e fantasia.

Um comentário:

  1. Tem tanto tempo que quero ler esse livro <3 A autora tem muita fama de ser boa, agora que sei mais sobre a história só dá mais vontade de ler haha.
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir