27/01/2020

[Resenha] A força da vida | Zibia Gasparetto

A força da vida

Autor(a): Zibia Gasparetto
Editora: Vida & Consciência
Páginas: 320
Resenha por: Viviane
Avaliação: 4/5
Compre: Editora / Livraria da Travessa

*Livro cedido pela editora para resenha


Sinopse: As sábias leis da vida sempre nos colocam diante da verdade, forçando-nos a enxergar nossas fraquezas para que aprendamos, assim, a trabalhar em favor do nosso progresso.

Assim aconteceu com Marlene, uma linda jovem da alta sociedade carioca, que, acostumada a ter todos os seus caprichos atendidos, se deixou levar pela vaidade, atraindo para si situações mal resolvidas do passado e causando dor e arrependimento em todos que a cercavam.

Sempre utilizando o livre-arbítrio, a moça enfrentou os desafios que se interpuseram em seu caminho e aprendeu que cada escolha envolve uma consequência.

Auxiliada pela espiritualidade, Marlene terá de buscar as verdadeiras aspirações do seu espírito para encontrar em si a força da vida.

Resenha: Apesar de ser uma única narrativa em linha cronológica regular, posso dizer que a história divide-se em duas partes e alterna entre duas protagonistas diferentes.

No início vamos conhecer Renata, de vinte e dois anos, formada em Letras, que não curte as festas e distrações que normalmente as moças de sua idade curtiriam; bem diferente de seu irmão, Paulo José, que levava uma vida fútil, cercado de amigos e mulheres interesseiras.

Em uma manhã Paulo José é encontrado, pelo motorista da família, desacordado e sangrando; ao ser levado ao hospital, é constatado que ele foi atingido por dois tiros, ficando à beira da morte. Ao acordar ele diz ter sido um assalto, mas o fato é que não roubaram nada; o pai do rapaz, Dr Dionísio, desconfia de vingança, já que o patriarca é advogado criminalista e já colocou muitos bandidos na cadeia, mas Renata sente que o irmão esconde algo ou está protegendo alguém, e decide ficar atenta às conversas com os amigos do rapaz.

"[...] as pessoas são as únicas responsáveis por escolher o próprio caminho, a forma como desejam viver..."

O pai dos jovens decide contratar uma investigação particular, e fala com um velho amigo dos tempos de faculdade. Este amigo pede a ajuda de Marcos para infiltrar-se entre os amigos de Paulo José e é aí que os caminhos de Renata e Marcos cruzam-se; no mesmo instante renasce um sentimento que ambos tem certeza de vir de outras vidas, já que os dois são muito espiritualizados.

Passado um mês do atentado contra Paulo José, um casal procura Dr Dionísio, pois a filha, Marlene, está desaparecida há um mês e a família já está perdendo as esperanças de encontrá-la com vida. A polícia acredita que ela fugiu com algum namorado, mas a mãe garante que ela não levou documentos ou objetos pessoais, o que seria comum se a jovem tivesse fugido por vontade própria. Deste momento em diante a história passa a focar em Marlene, e coloca Renata como coadjuvante.

Marlene namorava Jorge, um dos amigos de Paulo José, e está desaparecida, bem como Jorge, que viajou sem dizer para onde. A missão de Marcos é cruzar as histórias e ver em que ponto elas se cruzam e até onde a tentativa de assassinato de Paulo José tem a ver com o desaparecimento de Marlene.

A história toda se passa no Brasil, mas não identifiquei onde; a época também não está especificada, mas homossexualidade e sexo antes do casamento eram condenados, então acredito que seja lá por 1950 ou menos.

O livro traz em toda sua narrativa a espiritualidade, as reuniões na casa espírita e a presença de espíritos de luz que auxiliavam os personagens nos momentos de aflição, mas pode ser lido por qualquer pessoa, independentemente da crença religiosa ou ausência dela, pois é a história de duas famílias, uma em busca de solução para o atentado sofrido por um filho e outra em busca da filha desaparecida; não deixem que o preconceito sobre o gênero os impeçam de conhecer uma linda história de amor e superação.

A narrativa é muito gostosa, li em menos de um dia, emocionei-me várias vezes com a história e fiquei muito feliz com a oportunidade de ler este romance, já que é uma obra inédita da saudosa Zibia Gasparetto.

8 comentários:

  1. Oie, adorei o livro.
    E quero ler, pois curti muito saber que o livro trás as reuniões espiritas, fiquei super curiosa para ler isso com atenção.
    E a obra parece fantástica. Gosto do Espiritismo e sempre bom saber mais.

    ResponderExcluir
  2. eu gosto dos livros dela, mas teve uns anos que li tantos livros espíritas que acabei cansando. Tenho muitos deles e era sempre o mesmo conceito. Mas a reflexão é importante.

    ResponderExcluir
  3. Olá...
    Amei sua resenha!
    Ainda não conhecia esse livro, mas, confesso que não sou muito fã de livros de espiritualidade... Acho que eles não me atraem tanto. Houve uma época que lia muito, mas, acabei deixando leituras desse gênero de lado.
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Nossa... Faz tempo que não leio um livro da Zíbia e me bateu a maior saudade!! Já vou procurar por essa história!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Nossa, acredito que nunca tenha lido algum livro da autora, apesar do nome não me soar estranho. Eu acho que me incomodaria um pouco essa falta de noção de época na história, mas sendo uma boa história poderia relevar. Adorei a resenha e fiquei curiosa!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Eu ainda não li os livros da autora por não estar muito preparada, mas tenho alguns títulos na meta de livros para ler antes dos 30!

    ResponderExcluir
  7. Olá
    Gosto de livros espíritas, mas ainda não li nada da Zíibia.
    Acho que quando eu for na universidade iria bem esse que tem no acervo e tenho certeza que vou me apaixonar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá Viviane!!!
    Eu tenho um livro da Zibia que ganhei, mas que ainda não li e que fiquei muito curiosa na época mas leituras a frente e você sabe.
    Não tenho preconceito nenhum com esse tipo de livro e realmente a acredito em vidas passadas.
    Adorei o enredo é vou anotar a dica.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir