10/02/2020

[Resenha] Sobre risos, drinks & dates 2 | Nanda Pimentel

Sobre risos, drinks & dates 2

Autor(a): Nanda Pimentel
Editora: Autografia
Páginas: 132
Resenha por: Larissa
Avaliação: 4/5
Compre: Editora / Livraria da Travessa

*Livro cedido pela editora para resenha


Sinopse: Uma segunda coletânea de crônicas, que mostra as vertentes literárias da autora e suas buscas, vivências e experimentos, ao sabor de risos, sentires, simplicidade e amor.

Resenha: "Sobre risos drinks & dates" é a segunda coletânea de crônicas da autora Nanda Pimentel, e nessa obra ela irá abordar os mais diversos temas cotidianos, que irei contar melhor a seguir.

Na primeira parte, "Vivendo mais simples", vamos ler diversas crônicas da autora acompanhadas de dicas para, como já diz o nome, vivermos mais simples. A autora nos conta que agora está dando atenção às coisas mais simples e sendo muito feliz com elas, como sorrir, ler, escrever, tomar um café etc.

"Motivar-se pela simplicidade não quer dizer desapego total de tudo. Não deixei de apreciar algumas coisas que não são simples, nem de, quando possível, desfrutá-las. Muito menos de que é viver na moleza. Pelo contrário. Não faltam obrigações e responsabilidades por aqui. Afinal, as contas não recebem pagamento em abraços, as responsabilidades não são permutadas por sorrisos e ficar vendo a banda passar todos os dias da janela cantando coisas de amor não me faz plena."

Achei muito interessante a crônica intitulada "Do que você alimenta sua alma?", na qual a autora fala sobre a importância de alimentarmos a nossa alma com coisas boas; a nutrição é, claro, muito importante também, mas quantas vezes só alimentamos o nosso corpo fisicamente e esquecemos que nossa alma também precisa ser alimentada tanto - ou até mais - quanto o corpo?

"A essência da gratidão" é uma crônica maravilhosa, que me fez refletir bastante acerca do quão importante é cada passo que damos, cada situação pela qual passamos, e também a sermos gratos por tudo isso, mesmo que isso inclua os momentos ruins, pois tudo é necessário para a nossa evolução.

A segunda parte chama-se "Risos & drinks", e nela a autora fala sobre risos, felicidade, drinks - que agora ela bebe, diferentemente de quando publicou o primeiro livro, também com "drink" no título, mas não bebia -, Tinder, amizades, humor, etc.

Uma crônica muito interessante nessa parte do livro é a "Gente feliz não enche o saco", em que a autora fala sobre o quanto a sociedade está ficando cada vez mais superficial, prezando mais pela aparência do que pela realidade na qual vivemos, vivendo mais por likes e status do que por quaisquer outras coisas. Foi um texto no qual a Nanda desabafou para valer, e eu achei muito bacana.

"Gente feliz, se felicidade é isso, realmente não enche o saco. Porque está preocupada demais em parecer algo que não é - e isso dá muito trabalho -, em não perder nenhum lance, enlace e chance de poder parecer (seja lá como for)."

Por fim, a terceira parte intitula-se "Dates" e fala, principalmente, sobre amor e relacionamentos, abordando também temas como tempo, estações do ano, mulheres, mães e saudade.

"Esse texto é para você não deixar nada para depois e valorizar o hoje com os que ama, pois o imprevisível, a temperança da vida e a única certeza é a de que uma hora, muitas vezes sem avisar, as pessoas se vão e o mundo perde um pouco a cor. E você vai ficar cinza se não tiver dito tudo o que sente, demonstrado tudo que pulsa, valorizado tudo que gostaria."

Foi uma leitura bastante divertida e reflexiva, como geralmente crônicas são - e é por isso que gosto tanto desse gênero textual. Indico a obra para quem curte leituras mais leves, para distrair um pouco, mas sem deixar de te fazer refletir sobre coisas e situações da vida.

9 comentários:

  1. Eu gosto muito de crônicas justamente, como você disse, elas são divertidas e ao mesmo tempo nos fazem refletir sobre aquilo que tá escrito, é uma ótima forma de pensar sobre coisas que a gente geralmente não pensa.
    Adorei a sua resenha!

    ResponderExcluir
  2. Preciso ler mais crônicas <3 Me divertir e refletir com situações do cotidiano. Taí, gostei da dica meninas.

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  3. Talvez de tudo alimentar a alma seja a mais importante! E nem preciso explicar por que né, realmente quantas vezes paramos pra pensar nisso?Gosto bastante de leituras reflexivas, com humor leve que nos gera bem-estar , gosto dos desabafos, de biografia , quando os autores se abrem com os leitores.
    Acredito que vou gostar bastante dessa leitura.

    um beijo

    www.chuvanojardim.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, amei conhecer esse livro pelo seu post, me parece ter crônicas deliciosas de se ler, já vai pros meus desejados.

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem? Não conhecia o livro e adoro crônicas. Acho que eu leria numa boa. Acho essencial refletirmos sobre a sociedade e as normais sociais e as crônicas são um ótimo gênero para se fazer isso. Obrigada pela dica!

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi gente!

    Eu não conhecia este livro e mais uma vez estou adicionando uma indicação de vocês na lista de desejados. Fiquei curiosa para lê -lo ainda mais sabendo que as crônicas são divertidas e reflexivas. Obrigada 0pela dica.

    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Oie Larissa,
    menina eu não sou um leitor de crônicas para ser sincero, mas não vou negar que elas realmente pode ser muito divertidas e reflexivas como você mesma disse. Fico feliz que tenha gostado da leitura, achei bem interessante da divisão das partes do livro.

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderExcluir
  8. Faz tempo que não leio crônicas. Achei interessante a crônica De que você alimenta sua alma? Em tempos de muito ódio, acho importante refletir sobre essa questão.

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Nossa há muito tempo não leio crônicas, e achei interessante a forma como os assuntos foram divididos. Não lembro de ler algo assim, o que atraiu minha atenção. Sim, também gosto das reflexões que esse gênero textual traz. Adorei!
    Beijos

    ResponderExcluir