30/03/2018

[Resenha] Ligue-me amanhã | Luna Bravin

Ligue-me amanhã

Autor(a): Luna Bravin
Editora: Bezz
Páginas: 136
Resenha por: Viviane
Avaliação: 4/5
Compre: Americanas / Editora

*Livro cedido pela editora para resenha


Sinopse: Evelyn foi para os Estados Unidos fazer intercâmbio. Um garoto e da qualidade de ensino do local fizeram com ela ficasse por lá. Aos 24 anos, vestida de noiva e ansiosa para a cerimônia, Evelyn foi deixada no altar. James fugiu com uma amante que mantinha há três anos.

Desiludida, Evelyn trocou sua passagem da lua-de-mel, e voltou ao seu país. No aeroporto, acabou trocando seu aparelho de celular com o do homem que havia sentado ao seu lado. Em meio ao tumulto e confusão gerados pelo fim de seu noivado, ela faz de tudo para descobrir quem estava tentando falar com ela, ligando para o estranho que ficou com seu aparelho. Agora, Evelyn irá tentar superar o trauma e reconquistar as amizades que deixou para trás! Em contrapartida, descobrirá que perdas dolorosas podem trazer finais felizes.

Resenha: Quando Evelyn tinha 17 anos, foi para os Estados Unidos fazer um intercâmbio e concluir o último ano do ensino médio. Deixou no Brasil, sem nenhuma forma de contato, os amigos, Eduardo, Catarina e Isabela.

Durante o ano em que estudou fora, nossa protagonista conheceu James, começaram a namorar e então ela fixou residência nos States. Foram quatro anos de namoro e três de noivado e, enfim, chegou o grande dia do seu casamento. Acontece que quando a moça chega na igreja vestida de noiva, descobre que James a abandonara, fugindo com uma amante que mantinha há três anos.

Evelyn teve a sensação de que o chão abria-se sob seus pés. Transtornada e sem saber o que fazer, tamanha era sua vergonha perante sua família e os demais convidados, Evelyn vai para o aeroporto e troca suas passagens, voltando para sua terra natal, Florianópolis, em Santa Catarina. O voo pareceu durar uma eternidade e, ao chegar ao Brasil, Evelyn foi tomar um café no aeroporto ainda e, após, seguiu para sua casa. Quando ela foi verificar o celular, para ver se tinham mensagens ou até mesmo ligações de James, descobriu que não era seu aparelho; provavelmente fora trocado na cafeteria, pois foi o único lugar que ela largou o aparelho, na mesa.

Imediatamente a moça liga para seu número e um estranho atende. O tal rapaz tinha ido para os Estados Unidos, e demoraria a voltar, então ela pediu que ele a mantivesse informada de possíveis mensagens ou ligações.

Nos dias que se seguiram, ela conversava diariamente com o estranho e decidiu retomar sua antiga vida, começando por reencontrar seus amigos da escola. Encontrou Isa, formada em psicologia e com seu próprio consultório; após, Catarina, formada em direito e trabalhando em uma importante firma do ramo; mas Eduardo era um mistério. Soube que ele estivera metido com drogas após sua partida e que os pais o tinham mandado para uma clínica de reabilitação fora do país. O coração de Evelyn doeu, pois ela sempre mantivera um amor secreto por seu amigo, e agora sentia-se culpada por tê-lo abandonado no momento em que ele mais precisou dela. As moças passaram a se encontrar e recuperar o tempo perdido.

"Ev, você não sabe que amizades verdadeiras nunca são abandonadas? Elas são apenas retomadas com o tempo. Sempre de onde pararam. E nós somos assim."

Dias depois, Evelyn, meio que pela mãozinha do destino e do estranho, encontra os pais de Eduardo e descobre que o filho morreu de overdose, fora do país, que seu corpo fora cremado e a instituição só mandou as cinzas, como era desejo do rapaz. Mas o mais surpreendente é que Eduardo deixou uma pilha de cartas para Evelyn e, em uma delas, dizia o que queria que a moça fizesse com suas cinzas.

"Só quero viver, sabe? Aproveitar cada momento. Não posso mais deixar a vida passar."

As três garotas partem em uma missão de auto descobrimento, espalhando as cinzas de Eduardo por lugares pré determinados, mas tinha muitas coisas que não se encaixavam, tanto nas cartas quanto na história que o estranho contava, ou pior, omitia sobre sua vida.

Quem ler este livro esperando um romance clichê com uma noiva abandonada no altar e uma paixão de infância secreta pelo melhor amigo, estará bem enganado. A estória causa-nos diversas sensações e sentimentos; primeiro raiva do noivo, depois dor pelo amigo morto, mais a frente esperança de que as coisas se ajeitem, e tem ainda o mistério que envolve as cartas, o estranho e a morte de Eduardo. Depois que comecei a desconfiar de algo, não consegui mais largar o livro até chegar a última página. Eu adoro quando tem um segredo, um mistério a ser desvendado. Ah, e para quem gosta, tem também umas pitadinhas hots em algumas cenas.

17 comentários:

  1. Oie
    Pelas tuas descrições tenho certeza que irei gostar do livro. Também adoro quando tem mistérios e segredos, é o que nos segura na leitura. Adorei.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que montanha-russa de emoções!
    Gosto de livros assim, que nos fazem sentir, sofrer, sorrir e suspirar.
    Gostei da sinopse e da resenha.
    Livro anotado!

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  3. Olá.

    Gosto de segredos e mistérios. Por algum motivo, fiquei conectando o estranho ao Eduardo durante a sua resenha? Será? Fiquei curiosa mesmo! Vou procurar depois - além disso, história com br é mto amor. <3

    ResponderExcluir
  4. Nossa! Quantos sentimentos consegui sentir apenas através da sua resenha e achei bem interessante suas impressões.. li alguém falando sobre esse livro e de começo não me interessou, mas você conseguiu passar pontos que me chamaram atenção. Meu filho tem fascinação por viajar o mundo e como ele faz inglês... pretendo bancar um intercâmbio para ele posteriormente.

    Mas saindo da parte vida pessoal.. fiquei grilada com a situação da Evelyn que foi deixada no altar. o cara fugindo com uma amante que mantinha há três anos. Nossa que agonia e triste.

    Eu curto essa pegada de livros com drama, mistério e muita adrenalina.. obrigada pela dica!

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  5. Gosto quando um livro nos empurra ladeira abaixo na sua montanha-russa. A vida é isso: O imprevisível, o inesperado. Ser deixada no altar deve ser uma situação realmente deplorável. Gosto dos mistérios e do suspense emocional.

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia este livro da editora e já fiquei bem interessada.Ele é bem curtinho, né? Fiquei curiosa para saber como a história foi desenvolvida em tão poucas páginas <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  7. Eu li esse livro recentemente e mesmo com alguns pontos tendo me incomodado bastante eu curti a leitura. Logo de cara eu descobri o segredo do estranho, antes mesmo de saber sobre os amigos dela eu já desconfiava de algo parecido, mas só tive certeza mesmo quando ela reencontrou os amigos.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Confesso que quando li outra resenha desse livro, fiquei com o pé atrás com ele, mas agora fiquei realmente curiosa quanto a esse mistério/segredo que ronda a história. Anotando a dica!
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Que bom que o livro te conquistou! Particularmente, eu não confio muito nesse tipo de trama, onde tem um estranho e um mistério que pode ligá-lo com a protagonista e o amigo de infância. Mas seria legal desmitificar tudo isso com a leitura desse livro. Quem sabe um dia.
    bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  10. Segredos sempre dão uma boa dose de emoção aos romances e por retratar esse auto descobrindo torna a leitura ainda mais prazerosa. Não conhecia o livro, mas deixo a dica anotada.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    É a segunda resenha que leio desse livro, mas a sua foi mais positiva que a outra que li. Gostei da premissa e achei a capa linda, coloquei na minha lista e espero ler em breve! Mas por ser curto, acredito que logo leio! Adorei sua resenha!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oiieee

    Eu também gosto quando o livro traz uma dose de intriga ou mistério pra deixar o leitor mais instigado em seguir com a história, que legal saber que foge do clichê .

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Gosto bastante de leituras com uma pegada young adult. Não conhecia essa trama, mas fiquei com vontade de conhecer mais da personagem que parece ser envolvente.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  14. Oie, tudo bom?
    Eu não curti muito o enredo do livro, pois achei meio "juvenil" demais, apesar das cenas hots. Parece bem aquela coisa de filme, sabe? Intercâmbio, a volta, o romance, etc. Passo a dica ^^

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem? Confesso que esperava um clichê pelo resumo e sinopse haha mas vou confiar em você em que trouxe outros pontos interessantes da narrativa. É uma história que leria sim, por isso dica anotada <3 Adorei!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Estava achando muito legal, até você citar as pitadinhas hot. Foi algo que me fez desanimar imediatamente, não tenho nenhuma vontade de ler esse tipo de cena. Mas fiquei curiosa com qual seria o mistério e confesso que até tive uma suspeita, mas dificilmente lerei pra confirmar se pensei certo... Rs...

    ResponderExcluir
  17. Esperança num presente melhor é fundamental, ainda bem que não é clichê, ultrapassa essas barreiras. fiquei curiosa em ler a obra, excelente resenha.

    ResponderExcluir