13/08/2018

[Resenha] Tudo tem seu preço | Zibia Gasparetto

Tudo tem seu preço

Autor(a): Zibia Gasparetto
Editora: Vida & Consciência
Páginas: 352
Resenha por: Viviane
Avaliação: 5/5
Compre: Americanas / Editora

*Livro cedido pela editora para resenha


Sinopse: O progresso do mundo moderno oferece-nos facilidade de conforto e prazer, de luxo e beleza, motivando-nos à conquista do sucesso.

A natureza é riqueza e sabedoria em abundância e mostra-nos que Deus nos criou para usufruirmos de todas as coisas boas da vida.

Todo progresso só é positivo quando inclui em suas metas o sucesso do seu meio social. Infelizes são aqueles que, na ânsia de prosperar, atropelam os direitos dos outros, violando a Lei da Integridade Universal. Eles acabam percebendo que o egoísmo e a ganância não são funcionais para manter o fluxo da abundância divina a seu favor, pois a natureza responde com violência corretiva, ensinando-os que só o verdadeiro bem é capaz de proporcionar a prosperidade completa.

O caminho da verdadeira vitória é sempre árduo e cheio de surpresas desafiadoras e determinam o desenvolvimento de nossos potenciais inatos, garantindo a evolução do nosso espírito eterno.

A cada novo minuto, você tem a liberdade e a responsabilidade de escolher para onde quer seguir, mas é bom lembrar que na vida TUDO TEM SEU PREÇO.

Resenha: Marcelo é um rapaz bondoso, daquele tipo de pessoa que nunca consegue dizer "não" para um amigo ou colega; já foi traído diversas vezes pela namorada, Mirtes - que é muito interesseira e só aceita casar-se com alguém muito rico -, mas sempre a perdoa quando ela volta chorando e arrependida. Até quem parece ser amigo de Marcelo caçoa dele.

Antes Marcelo sentia-se bem em ajudar, em sempre pensar no bem estar do outro antes do dele, mas atualmente isto tem trazido-lhe dor e sofrimento e a sensação é de que está sendo usado e não está recebendo nada de bom em troca.

"Marcelo abriu a torneira e lavou novamente o rosto. Precisava esfriar a cabeça. As pessoas eram maldosas, incapazes de compreender um gesto de bondade. Pagavam o bem com o mal."

Mesmo sendo bonito e bem sucedido no trabalho, Marcelo parece não conseguir obter o sucesso de Valdo. Valdo é um jovem rico, bonitão, bem sucedido no trabalho e tem todas as mulheres a seus pés, inclusive Mirtes.

Bem diferente de Valdo é sua irmã, Laura, que, mesmo tendo a mesma criação que ele, é uma moça triste, reprimida, com baixa autoestima, tem medo de impor-se e, apaixonada desde criança por Émerson, nunca deixou ninguém desconfiar deste sentimento.

"- Não entendo como, tendo os mesmos pais, somos tão diferentes. Ele tem tudo, e eu nada. Não deixa de ser injustiça."

Émerson é irmão de criação de Valdo e Laura; perdeu os pais em um acidente e fora criado pelos pais dos irmãos. O rapaz passou oito anos viajando pelo mundo em busca de conhecimento e paz interior e voltou recentemente com um brilho diferente nos olhos, muito conhecimento e planos para o seu futuro.

Após a última traição de Mirtes, Marcelo está desolado e vai para uma praça pensar; lá ele esquece sua agenda e carteira que são encontradas por Émerson, e é aí que o caminho de ambos cruzam-se. Os rapazes tornam-se amigos e Marcelo passa a frequentar o instituto fundado por Émerson, onde são ministrados cursos que ajudam no autoconhecimento e descobertas pessoais.

Mildred é ex namorada de Émerson, mas ainda é apaixonada por ele. A moça acaba fazendo amizade com Mirtes, o que proporciona à segunda inserir-se na alta sociedade, conhecendo assim um senhor muito rico que cai de amores por ela.

Mirtes tem uma irmã, Alzira, uma moça muita boa, honesta e trabalhadora. Após o pai das moças ficar desempregado, Alzira consegue emprego na empresa de Valdo, o que acaba aproximando os dois, para desespero de Mirtes, que sempre sonhou em casar-se com ele.

Marcelo conhece Renata, uma moça que também está sofrendo por amor, ambos apoiam-se e tentam superar suas decepções, tornando-se grandes amigos e talvez algo a mais.

"Em um relacionamento, o amor precisa ser recíproco. Do contrário, não vale a pena e causa sofrimento."

Com tantos personagens, é inevitável que em algum momento todos se cruzem. É uma linda e emocionante história que fala de amor, traição, amizades, lealdade, falsidade, egoísmo e, finalmente, superação. Que preço estamos dispostos a pagar para ter dinheiro e poder? Será que vale a pena passar por cima de quem amamos, fazer sofrer aqueles que só querem nosso bem, tudo por vaidade ou vingança? Este livro nos trás diversas reflexões; foi lançado originalmente em 2003 e relançado agora, em 2018, com essa capa maravilhosa, criada pela Jaqueline Kir, responsável por todas as capas da editora que, tenho que dizer: são muito lindas.

13 comentários:

  1. Olá
    Quase não vejo resenhas de livros espíritas, e adorei ler a sua.
    Minha mãe tem vários livros do gênero, de diversos autores, e esse ela tem na estante, mas com a capa antiga,( acabei de ir ver se ela tinha mesmo), mas não li ainda, ela tem muitos e conforme vou lendo, falo tambem no meu instagram, e o próximo que ou ler da estante dela será esse.
    Otima dica e essa capa também está linda.
    Bjus

    ResponderExcluir
  2. Livros espiritas não me atraem em nada, claro que conheço vários títulos com o gênero mas não tenho vontade. Zibia é bem conhecida por mim pois uma tia ama os livros dela mas deixarei a dica passar desta vez, muito obrigada. <3

    Abç.

    ResponderExcluir
  3. Adoro os livros da Zibia, se bem que tem um tempo que não leio um. Acho interessante a forma que ela consegue desenvolver o enredo com tantos personagens e no final ainda ligar de forma harmônica e coerente todos eles.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  4. Essa infelizmente não é uma leitura que me agrada, mas gostei muito da forma em que você resenhou e a capa do livro também expressa uma excelente beleza!

    ResponderExcluir
  5. Oiii meninas

    Não é o meu tipo de livro, confesso que o gênero me prende cada vez menos então d emomento não leria, mas pra quem curteb a dica é ótima e essa capa está lindissima também.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  6. Tenho certo receio em ler algo da Zibia, não curto muito livros com um lado sobrenatural.
    Apesar disto gostei da sua resenha, deve ser um bom rancho de leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Li sua resenha e tive aquela impressão de que acontece tanta coisa nessa história. Gosto de tramas em que os personagens vão se encontrando e que na verdade já possuem algum tipo de ligação, parece muito bom mesmo.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  8. Olá Vviane,
    Eu já tive a oportunidade de ler muitos livros dessa autora, mas fui me decepcionando com os livros e suas histórias, sabe? Fiquei contente por você tê-lo achado emocionante e indicar o livro, mas não é mais pra mim rs.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá, achei super interessante a autora trabalhar com tantos personagens no enredo e com temas como superação.. me pareceu ter uma pegada de auto ajuda ai, mas posso estar enganada haha
    Adorei a indicação e a resenha esta incrível!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Fico feliz em saber que o livro foi relançado, essa é uma das obras favoritas da minha mãe, e quando li entendi o motivo, que coisa mais rica, nos trás inumeros questionamentos que podemos facilmente aplicar em nossa vida.

    ResponderExcluir
  11. São tantos personagens principais que quase fez um nó na minha cabeça rsrs
    Parece ser bem interessante. Nunca li nada da autora, mas sempre me interessei pelas premissas dos seus livros. Dica anotada!

    ResponderExcluir
  12. Nossa, fiquei doida aqui com fulano que quer ciclano que quer beltrano... Rs... Para entender direito essas relações aí acho que eu teria que fazer um desenho enquanto lesse, certeza que eu ia providenciar uma colinha para facilitar minha vida. Mas apesar das boas reflexões que o livro realmente oferece ao leitor, não chamou muito a minha atenção.

    ResponderExcluir
  13. o fato de ter algo sobrenatural me atrai bastante, gosto desse tipo de livro, adorei a dica porque nunca tinha ouvido falar da obra *o*

    ResponderExcluir