12/08/2019

[Resenha] Esta e todas as vidas | Anne Marck

Esta e todas as vidas

Autor(a): Anne Marck
Editora: Astral Cultural
Páginas: 288
Resenha por: Larissa
Avaliação: 5/5
Compre: Amazon / Livraria da Travessa

*Livro cedido pela editora para resenha


Sinopse: Na charmosa São Tomé das Letras, em Minas Gerais, vive Antares Letícia, a jovem apaixonada pela vida no interior, pela beleza exuberante das grutas e cachoeiras pela qual a região é conhecida e, principalmente, as lendas e o misticismo que envolvem a cidade.

Aos dezoito anos, em seu trabalho como guia turística, ela é contratada por um grupo vindo de São Paulo, e é então que conhece Bruno Romão, um homem bonito, fechado e capaz de provocar nela um perturbador sentimento de familiaridade. De saudade.

Por alguma razão, Antares tem a impressão que eles já se conhecem de algum lugar, e essa sensação se torna cada vez mais forte conforme eles se aproximam. Antares e Bruno Romão possuem uma conexão poderosa, e toda vez que a garota encara aquele profundo par de olhos cor de lavanda, percebe uma paixão que nem mesmo o tempo é capaz de apagar.

Esta e Todas as Vidas é uma história incrível e emocionante sobre os sentimentos mais profundos, a simplicidade da vida e o propósito de viver.

Resenha: Antares Letícia tem dezoito anos e mora em São Tomé das Letras, Minas Gerais, com seus pais e irmão mais novo. Seus pais insistem para que ela vá cursar a faculdade em breve, porém, para isso, ela teria que sair da sua cidade tão amada, além de ter que deixar para trás seu negócio de turismo.

Junto com sua melhor amiga, Flor de Lis, Antares trabalha como guia turística por conta própria na cidade, que tem muitos pontos turísticos, aliás. Elas têm planos de abrir um negócio mais sério futuramente, mas por enquanto o trabalho delas é informal. E é através desse seu trabalho que Antares conhece Bruno Romão, um turista paulista.

"Parecia besteira, mas de repente senti que... nos conhecíamos, eu só não sabia dizer de onde."

Ao longo dos dias em que Bruno e seus amigos ficam em São Tomé das Letras, ele e Antares vão ficando cada vez mais próximos. Acontece que a ligação deles não parece ser algo simples e de agora, e sim algo muito maior e vindo de outras vidas.

Além do romance convencional, a estória de Antares e Bruno é repleta de misticismo. Bruno foi para São Tomé das Letras porque viu Antares na televisão e, de alguma forma, sabia que ela era a menina dos seus sonhos. Antares compartilha os mesmos sonhos frequentes do rapaz, que passa a ser o dono do rosto do homem que ela vê nos sonhos depois que o conhece.

"Bruno mexia comigo. Mexia muito. Era estranho como meu corpo reagia ao seu lado. As mãos suavam, o coração batia em um compasso novo, eu controlava a maneira como respirava perto dele, para não parecer tão afetada e, quanto mais fazia isso, mais tola me mostrava."

A avó de Antares vive isolada no meio da floresta, e é considerada uma bruxa pelos moradores da cidade, pois fala com espíritos e faz uso de ervas para curar as pessoas necessitadas; ela sempre disse que Antares era especial e, quando a menina faz/presencia algo completamente surpreendente, vai até a avó para saber mais sobre o que ela tem e é capaz de fazer.

Geralmente eu fico confusa com as ambientações dos livros e não gosto de muitos detalhes sendo descritos, mas nessa obra foi impossível não ficar fascinada com todos os pontos turísticos de São Tomé das Letras e cada vez querendo saber mais. Sem dúvidas se tornou um dos lugares que eu quero conhecer antes de morrer. A autora não poderia ter escolhido uma cidade melhor para ambientar a estória do casal.

O romance entre Antares e Bruno é lindo, indestrutível e inigualável. Eu amei acompanhar a estória deles, a forma como tudo aconteceu, e o final... gente, que final foi esse? Enfim, indico a leitura para todos que gostam de um romance com algumas coisinhas místicas/sobrenaturais envolvidas.

5 comentários:

  1. Por onde olho na blogosfera, seja aqui nos blogs ou instagram vejo essa capa e essa história.
    Achei a capa maravilhosa. Não sou fã de romances, mas algo nesse livro acabou me despertando interesse. Ainda não sei se irei ler.. mas estou cogitando a possibilidade.

    ResponderExcluir
  2. Também não sou a maior fã de livros cheios de detalhes, acabo dispersando um pouco quando isso acontece, mas dependendo da história acabo resistindo e devorando cada página.

    Este eu ainda não conhecia e apesar de não ser uma grande fã de romances, senti vontade de conhecer melhor os personagens.

    ResponderExcluir
  3. Oi, amei o fato de a ambientação ser em São Tomé das Letras, cidade que sou bem curiosa para conhecer. Pela sua resenha, já quero ler esse livro.

    ResponderExcluir
  4. Aaahhhh, esse livro está lindo, né?
    Estamos produzindo algo bem legal a respeito dele aqui pro pessoal do Clube do Livro BH. Se vocês fossem daqui, com certeza eu iria convidar. Porque vai ser demais. Estou muito ansiosa.
    Parabéns pela resenha.

    Carol, do Coisas de Mineira

    ResponderExcluir
  5. Oiieee

    Achei essa capa super bonita e a história parece ser interessante, ja ouvi falar tanto de São tomé das Letras, parece ser mesmo um lugar único, e eu gosto desse misticismo que a história traz, é bem interessante.

    Beijos, Alice

    çwww.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir