13/01/2020

[Resenha] Não olhe! (não pare! #2) | FML Pepper

Não olhe!

Autor(a): FML Pepper
Editora: Valentina
Páginas: 352
Resenha por: Larissa
Avaliação: 4/5
Compre: Amazon / Submarino




Sinopse: Zyrk pode estar com as horas contadas: a híbrida acabou de cruzar o portal, e o frágil equilíbrio entre os quatro clãs encontra-se definitivamente ameaçado. Há milênios, forças ocultas espreitam, aguardando apenas o momento de emergir das sombras e mostrar seu poder.

Fugir e sobreviver. Aceitar e lutar. Há muitos caminhos, mas qual deles seguir se a Morte possui várias faces?

Nina acorda entre a vida e a morte na terceira dimensão, levada para a sombria Thron. Richard, o nada confiável resgatador de apaixonantes olhos azul-turquesa, luta contra sua própria natureza. Cruel e sanguinário, Rick está confuso e cada vez mais cercado por seus inimigos.

Mesmo o melhor dos guerreiros, o mais temido e destemido, está protegido da força de um grande amor?

Ele e a híbrida viajarão por toda Zyrk, e ela irá se deparar com um universo fantástico, um mundo violento, o plano da Morte. Lutando para se libertar de seus medos e determinada a encontrar seu caminho e sua identidade, Nina embarcará em uma jornada de descobertas arrasadoras, um percurso sem volta.

Mas a garota das pupilas verticais descobrirá que as vontades do coração podem ser mais traiçoeiras que lendas ou maldições.

Resenha: Após os acontecimentos finais do primeiro livro, "Não pare!", em que Nina esteve de cara com a sua Morte, literalmente, ela acordou em Zyrk, e é a partir daí que nosso segundo livro tem início. Como esse livro é o segundo de uma série, se você ainda não leu o livro anterior, sugiro que pule para o parágrafo ***, por causa dos spoilers.

"Existe vida após a morte?
Bom, isso depende.
Depende do que você considera 'vida'. Depende do que a morte significa em sua vida. Para mim, dependia do fato quase incompreensível de que, para me sentir viva, tudo que eu mais desejava era estar nos braços da minha Morte. Uma morte personificada na figura de um homem cheio de cicatrizes, de fulgurantes olhos azul-turquesa e um rosto tão perfeito e atormentado quanto as suas atitudes. Uma Morte que poderia me tirar a vida com um simples sopro, porém, vil e inescrupulosa, resolveu fazer isso com requintes de crueldade, reduzindo meu coração em pedaços."

Como eu disse na resenha do livro anterior, no mundo criado pela autora existem quatro planos no nosso planeta, sendo que Zyrk é um deles. Em Zyrk vivem as "pessoas" responsáveis por manter o equilíbrio na Terra, por isso elas literalmente nascem para matar os humanos, quando a hora deles chega. O plano é dividido em quatro reinos - Thron, Storm, Windston e Marmon -, sendo que cada um conta com um líder. Thron é o reino ao qual Richard - o boy que deixou nossa protagonista com o coração em pedaços no livro anterior - pertence.

No livro anterior é contada para Nina uma lenda, a qual diz que Zyrk é um plano amaldiçoado, por causa de alguns acontecimentos do passado, por isso seus habitantes não são capazes de ter sentimentos bons, apenas os ruins. Nina é fruto de um amor proibido (e que ninguém sabe como foi possível) entre uma humana e um zirquiniano, por isso quase todo mundo quer sua morte, enquanto alguns poucos querem ela viva, para que possam usá-la para experimentos. Além disso, correm boatos de que a híbrida é a única capaz de fazer os rapazes de Zyrk sentirem algum sentimento bom, por isso muitos homens estão de olho nela, querendo ver se são capazes de "sentir".

Nina começa o livro acordando e sendo levada por Richard para o reino dele, Thron, e logo mais descobre que ele fez um acordo com o líder do reino, Shakur: ele entregaria a híbrida e seria o sucessor do trono de Thron. O rapaz é muito instável, assim como em uma hora está dizendo que vai cuidar de Nina e é muito doce com ela, em outra parece indiferente e é frio; assim nunca sabemos quando acreditar ou não no rapaz, pois aos poucos vamos vendo que nem tudo o que ele fala é verdade.

"Quem era Richard afinal? O vilão com doses de bondade ou o mocinho com nuanças de crueldade? O que havia por trás de sua fisionomia atormentada, suas ações desencontradas e seus sentimentos dúbios? Por mais que tentasse decifrá-lo, cada vez me sentia mais perdida e presa aos seus encantos."

Mais tarde Collin descobre a "traição" de seu pai e não gosta nada disso, é claro, afinal, pela ordem natural das coisas, era para ele ser o sucessor de seu pai, e não Richard, um rapaz que não é filho de Shakur. Então o rapaz pede para si a híbrida, fingindo estar apaixonado por ela e ela por ele. Ele consegue o que quer e, na primeira noite em que tenta algo com Nina, a moça simplesmente apaga e não lembra-se de absolutamente nada do que se passa a seguir.

Quando Nina acorda após ter apagado na cama com Collin, está em uma carroça indo para o reino Storm, junto com John - o rapaz ruivo que a salvou diversas vezes antes de ela ir parar em Zyrk -, que está desacordado. Ela não sabe como foi parar ali, muito menos o que aconteceu com ela ou com Collin naquela noite.

"Era óbvio: eu fora arremessada em um jogo de trapaceiros, em uma partida em que várias cartas tinham sido sorrateiramente removidas do baralho."

Essas aventuras que citei são só algumas pelas quais Nina irá passar durante esse livro, pois têm muitas coisas pela frente. Quem acompanha o blog sabe que eu sou muito mais de ler um romance fofo do que livros de fantasia e aventura, então dadas as circunstâncias posso dizer que curti bastante a leitura.

2 comentários:

  1. Oi Larissa,
    Eu já li esse livro, se não me engano dei a mesma classificação que você para ele, no fim eu acabei meio decepcionada com a forma como a autora terminou a série. Adorei a resenha!

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderExcluir
  2. confesso que já tentei ler os livros dessa autora mas sinceramente nunca funcionou para mim, infelizmente, a pegada fantasia não me encanta mais, e olha que eu conversei muito com a autora diversas vezes mas para mim não rolou, mas o importante aqui é que para você deu certo e eu curti sua resenha, parabéns, está ótima.

    Beijos

    ResponderExcluir