31/08/2018

[Resenha] Das vindimas no Douro ao Rio de Janeiro | Ana Mariano de Carvalho

Das vindimas no Douro ao Rio de Janeiro

Autor(a): Ana Mariano de Carvalho
Editora: Hyria
Páginas: 224
Resenha por: Larissa
Avaliação: 4/5
Compre: Americanas / Editora

*Livro cedido pela editora para resenha


Sinopse: Das vindimas no Douro ao Rio de Janeiro é um romance que começa em Eiriz, Portugal, em setembro de 1930. É durante a vindima na quinta de Nossa Senhora do Rosário que Bento, um jovem de origem humilde da Galafura, em seu destino mudado para sempre. Lá o rapaz conhece Maurício, com quem cria uma sólida amizade, e é convidado por ele a embarcar para o Brasil a fim de fazerem fortuna. Além de Maurício, Bento conhece também a bela jovem Amélia e, do rápido encontro entre eles, surge uma grande paixão.

Bento e Maurício partem em busca de oportunidades no Rio de Janeiro, ambos sonhando com uma vida melhor para suas famílias e, com muito afinco e determinação, começam seus novos negócios e desafios. Porém, a chegada inesperada de Amélia e sua família ao Brasil traça outros caminhos para os amigos. É um romance de encontros e desencontros, uma história de amor e recomeço que vai prendê-lo da primeira até a última linha.

Resenha: O livro se passa em 1930. Setembro é o mês que acontecem as vindimas - colheitas de uvas - em Portugal, na região do Douro.

O livro inicia narrando a primeira vindima de Bento, nosso protagonista. O rapaz teve que participar da vindima neste ano para conseguir dinheiro para ajudar a família, que é bastante pobre. Além de não terem muitas condições, o irmão de Bento ficou cego, o que faz com que ele tenha ainda mais vontade de batalhar por dinheiro.

Trabalhando na vindima Bento conhece Maurício, um rapaz que tem a mesma idade que ele. Maurício está prestes a vir para o Brasil, já que dizem que aqui tudo é possível, com o intuito de conseguir dinheiro e uma vida melhor, e convida o novo amigo, Bento, que acaba aceitando, já que quer dar uma vida melhor aos seus pais e irmão.

"Partiu mergulhado na dor, mas levando a audácia dos jovens e a certeza dos fortes, para quem a vida é triunfada pela vontade."

Ainda na vindima Bento conhece Amélia, uma moça simplesmente encantadora, pela qual ele apaixona-se na hora. Os problemas são que 1) ela é filha do chefe dele e 2) está partindo para o Brasil, junto com seu pai.

"Bento olhou e a visão irreal da moça que estava à sua frente instantaneamente o afligiu: era linda, estava vestida de branco, era alta, tinha uma pele muito clara, cabelos louros, olhos castanhos cor de amêndoa e um sorriso perfeito."

Durante a viagem Bento e Maurício conhecem o senhor António, um homem que, quando jovem, também deu os mesmos passos que eles - nasceu em Portugal e foi para o Brasil tentar a sorte. Ainda na viagem os rapazes conhecem também João Mulato, funcionário do navio, que acaba tornando-se grande amigo dos rapazes.

Chegando no Brasil, mais especificamente no Rio de Janeiro, Maurício passa a trabalhar com seu tio, um homem da alta sociedade, e Bento com seu António, que lhe oferece, inclusive, morada embaixo da sua padaria, onde o rapaz irá trabalhar.

Em um belo dia, Maurício diz estar apaixonado por uma moça, que frequenta as mesmas festas sociais que ele, e quer apresentá-la à Bento. Imaginem a surpresa do rapaz ao ver que a paixão do amigo é justamente Amélia, a moça que ele nunca esqueceu, com a qual sonhou todos os dias após tê-la visto aquela vez, durante a vindima.

Os diálogos - e várias expressões - são escritos no português de Portugal, e eu gostei muito disso, pois pude sentir-me mais dentro da história e perto dos personagens. Os personagens são muito cativantes. A ambientação é maravilhosa, tanto em Portugal quanto no Brasil.

É um livro que eu espero que, quem tiver a oportunidade de ler, leia, pois além de ter romance, amizade e laços familiares, traz-nos também a um pouco da nossa história, o que é muito importante sabermos mais sempre que possível.

"Talvez sejam mais humanos, no sentido da palavra real, os que são mais pobres e nascem com mais dificuldades. Estes têm muitos caminhos difíceis a percorrer, mas aqueles que usam e triunfam sabem dar valor à sua determinação e vontade própria sem nunca esquecer o que deixaram para trás, e as dificuldade do percurso."

13 comentários:

  1. Eu amei essa sinopse e também amei a história, eu nunca li um livro de romance que acontece no século 20, e muito menos que os protagonistas nascessem em Portugal.
    Simplesmente amei a sua resenha, pois através dela, fiquei com muita vontade e curiosidade de saber o que irá acontecer.

    ResponderExcluir
  2. fiquei curiosa com a ambientação em Portugal e no Brasil, ainda mais na época dos anos 30. Já tinha visto esse livro assim que a editora lançou... deve ser uma leitura bacana...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  3. Tudo bem? Sua resenha está bem feita e pontuada nos momentos certos para despertar curiosidade e interesse daqueles que estejam em busca desse tipo de trama.
    No momento não me chamou atenção. Não ando lendo livros com essa pegada.
    Mas tenho certeza que sua resenha bem escrita irá atrair bastante leitores.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  4. Oiii meninas

    O que mais gostie foi a ambientação, a gente lê tão pouco da própria história e é sempre legal conferir e conhecer mais pois é ampla. Portugal inserido me deixa ainda mais empolgada, nunca li nada retratando Portugal acredita? Vou anotar a dica.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  5. Oi tudo bem? Já tinha ouvido falar desse livro, mas nunca li nenhuma resenha relacionada a ele, adorei a trama, me passou muitos sentimentos, e conflitos ao reencontrar Amélia, fiquei muito curiosa sobre o final da história. Parabéns pela resenha, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Que loucura essa do amigo gostar da mesma menina que o outro hahaha, mas deve ser uma viagem gostosa de ler com o português de Portugal e a ambientação ser característica da época.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Eu ainda não conhecia o livro e gostei bastante de ver um pouco sobre a trama, parece ser uma leitura gostosa e fiquei curiosa. Eu amo ler livros com português de Portugal, embora algumas vezes me confunda um pouco.

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem? Gostei e não gostei da história, faz sentido? Hahaha. Gostei do contexto histórico e social, mas confesso que o amor romântico pouco me chama a atenção. Leia por causa de outros fatores, especialmente porque gosto de viajar no tempo com livros. Fiquei curiosa para saber se a autora fez uma boa pesquisa para conseguir dar veracidade ao livro.

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia esse livro, mas adorei a ambientação. Fiquei curiosa para fazer a leitura, sua resenha ficou muito bem desenvolvida! Valeu pela dica.
    beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?

    Eu não conhecia o livro e a autora, mas achei super interessante a premissa de "Das vindimas no Douro ao Rio de Janeiro", também curti o fato da trama iniciar durante a década de 30. Parabéns pela resenha.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  11. Oi Larissa, como vai? Eu nunca fiz a leitura de nenhum livro que tenha ambientação em uma vindima, como toda apaixonada por uva estou aqui procurando um pouco mais sobre o ele para poder comprar. Além da ambientação o que eu mais gostei na sua resenha foi saber que a história acontece na década de 30, que foi uma período difícil para as mulheres e para muitas famílias também, não é a toa que os dois rapazes vieram para o Brasil procurando condições melhores.
    Espero que o autor tenha conseguido desenvolver toda a história prometida na sinopse (que ficou um arraso) e trazido um final incrível para essa história mas, principalmente, que não tenha focado no triângulo amoroso.
    Obrigada pela dica.

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Mesmo que eu sempre fique com o coração apertado com histórias de amor quem vem e vão em desencontros eu acabo gostando deste tipo de livro. A única coisa que eu teria dificuldade seria com o português de Portugal, entendo bem pouco e sempre fico perdida com as expressões deles.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  13. Nunca li nada adaptado em portugal, com a linguagem portuguesa de lá, não sei se leria a obra, mas fiquei curiosa kk. Eu nunca tinha ouvido falar desse livro, mas adorei a capa.

    ResponderExcluir