20/03/2019

[Lançamentos] Editora Astral Cultural | Março - 2019

Olá, livreiras e livreiros! Hoje viemos trazer para vocês os lançamentos de março da Editora Astral Cultural. Vamos conferir?!


A mente do empreendedor: Steve Jobs, Jeff Bezos, Mark Zuckerberg, Bill Gates, Valerie Gaydos e Sara Blakely. O que eles - entre outros tantos empreendedores geniais - têm em comum? Sucesso em seus negócios! A verdade é que milhares de pessoas tentam empreender. Muitos erram. Alguns acertam. Mas pouquíssimos tornam-se empresários incrivelmente bem sucedidos. Kevin D. Johnson acredita que, se os empresários souberem o que se passa dentro da cabeça dos empreendedores mais bem sucedidos do mundo, serão mais precisos nas suas decisões do dia a dia e aumentarão a chance de acertar. Segundo o autor, você precisa mudar seu modo de pensar. Em outras palavras, precisa interiorizar a “mente do empreendedor”: um jeito de pensar que foca nas lições mais importantes e vitais desses grandes nomes. E é exatamente isso que Kevin D. Johnson oferece neste livro. O autor pesquisou profundamente e encontrou hábitos, crenças e características em comum entre esses grandes nomes.

O príncipe congelado: Bem-vindo a Arvoredo, um reino tomado pelo gelo. Depois de muitas desventuras e tragédias, Arvoredo conheceu o impiedoso Inverno que se prolonga e dificulta a vida de todos os seus habitantes. Porém, a chegada de uma forasteira misteriosa e de cabelos vermelhos pode mudar o futuro do reino para sempre. O Príncipe Congelado é um conto de fadas que revela o lado mais encantador do amor entre dois jovens bem diferentes do "convencional". Entre nessa aventura de autodescoberta, amizade e aceitação de quem somos da forma como somos. Você está pronto para deixar seu coração se aquecer com essa história?

Planeta das gêmeas: As gêmeas do canal mais fofurinha da internet não param. Depois de fazer você viver uma aventura incrível com o livro Planeta das Gêmeas – A diversão é aqui!, elas voltaram para bagunçar ainda mais e, dessa vez, a aventura é no fundo do mar! Sim, elas viraram sereias!!! Neste livro cheio de aventura, você vai poder colocar a mão na massa para deixar as páginas ainda mais lindas e coloridas. São colagens, charadas, caça-palavras, labirintos e mais um montão de brincadeiras. Com certeza, seus dias ao lado da Melissa e da Nicole serão muito mais animados.

POSTAGEM POR: LARISSA

18/03/2019

[Resenha] A mulher nos meus sonhos | Ariana Taffer

A mulher nos meus sonhos

Autor(a): Ariana Taffer
Editora: Autografia
Páginas: 376
Resenha por: Larissa
Avaliação: 4/5
Compre: Americanas

*Livro cedido pela editora para resenha


Sinopse: E se você tivesse a chance de prever o seu futuro?

Para Maxwell Cooper, sonhos são como sentenças de morte. Desde pequeno, teme as premonições que chegam em forma de pesadelos, e que acabam tirando de sua vida as pessoas que ele mais ama. Matou seus sentimentos deixando de alimentá-los, e com isso, acredita que jamais sentirá amor novamente. Tudo que precisava fazer era não se envolver com as pessoas, para não colocá-las em risco. O plano estava indo bem. Ele afastou todos à sua volta, e durante muito tempo, os pesadelos deixaram de ser um problema, mas tudo muda quando Maxwell começa a sentir uma ligação especial com a sua colega de trabalho, Alice Price, e mesmo apaixonado, a mulher começa a fazer parte de suas premonições de uma forma torturante e sombria.

Resenha: Maxwell Cooper, desde muito cedo, aprendeu que devia manter-se afastado das pessoas, pois ele tem pesadelos tipo previsões que fazem com que ele saiba como/quando as pessoas próximas a ele irão morrer.

"Foram algumas perdas no decorrer de seus trinta e dois anos. Perdas que fizeram com que ele pensasse duas vezes antes de se aproximar das pessoas e colocá-las em risco."

No prólogo Maxwell está tendo um sonho, no qual sua noiva, grávida, morre em um acidente de carro. E, como já era de se esperar, logo depois ele acaba a perdendo. A estória que vamos acompanhar no livro passa-se dez anos após a morte de Linda.

Alice Price trabalha na mesma empresa que Maxwell, a Scott & C., e está em um ponto em que não aguenta mais a convivência com o homem, pois, além de ele ser autoritário, é frio, estúpido e mal humorado. Quando surge uma oportunidade de candidatura à vice-presidência da empresa, para a qual devem ser formadas duplas - a que se sair melhor em uma conferência será a finalista -, Maxwell decide - sozinho - que sua dupla será Alice, deixando bem claro que ela não tem a menor chance contra ele. Alice fica furiosa, é claro, mas acaba aceitando, já que não tem muita escolha. Os dois partem então para uma semana em Nova York...

"Enquanto Alice vivia para a sua filha e seus pais, Max não dava importância alguma para a família e amigos. Ele nem fora ao enterro do próprio pai, no mês passado. Vivia naquele escritório, trabalhando e brigando com todos os colegas. Especialmente com ela, é claro."

Atualmente, Alice, além de ter que se dividir entre um trabalho que ocupa a maior parte do seu tempo, uma filha de dez anos e um pai doente, tem que lidar ainda com o luto pelo fato de que sua irmã, Adélia, suicidou-se sem motivo nenhum aparente, o que a faz questionar-se se foi realmente um suicídio. Quando ela encontra um email assinado por "M. C." pensa que o tal rapaz com o qual a irmã vinha relacionando-se - do qual Alice não tinha conhecimento - pode ajudá-la na investigação.

No passado, Alice foi casada com Robert, um homem agressivo que a espancava sem dó. Demorou muito para ela conseguir livrar-se dele, porém agora ela sente que ele pode estar voltando, o que não é nada bom.

Já em Nova York, no saguão do hotel em que Alice e Maxwell irão ficar, um homem muito bonito vai até a moça e, inesperadamente, a beija. Alice fica sem entender, porém logo o rapaz, Michael, apresenta-se e diz ter confundido ela com Adélia, então Alice descobre ser o rapaz com o qual sua irmã estava trocando cartas e emails. O rapaz não sabia que Adélia havia suicidado-se, pois eles tinham ficado de se encontrar e fugir no mesmo dia que ela matou-se, porém, como ela não apareceu, ele acreditou que ela tivesse desistido deles. Acontece que Michael é ninguém menos que o irmão de Maxwell.

Como eu disse no início da resenha, Maxwell não costuma aproximar-se de pessoas porque sabe as consequências que terá, mas, inevitavelmente, ele acaba ficando mais próximo de Alice e, consequentemente, passa a ter pesadelos com ela, porém não são pesadelos como os outros, em que ele sonha com a morte de alguém e a coisa toda acontece; nos sonhos com Alice, Maxwell é casado com ela e é bem agressivo, batendo na mulher e falando coisas horríveis. Ele sabe que nunca faria isso, então começa a pensar na possibilidade de outra pessoa fazer isso com ela, caso ele fique muito distante e não seja capaz de protegê-la.

"Ele tinha a certeza que jamais faria qualquer coisa de ruim para ela, mas sabia que qualquer outra pessoa poderia fazer e o pensamento lhe causou ainda mais medo."

Eu gosto muito de ler sobre sonhos, pois acredito que eles possam ter um significado bem mais profundo do que apenas serem simples sonhos, então o enredo da obra deixou-me bem curiosa desde o início. Confesso que foi um livro diferente do que eu esperava, mas muito interessante e surpreendente. A obra conta com diversos mistérios, então quem gosta de livros nesse estilo não pode deixar de ler "A mulher nos meus sonhos".

"Dizem que o sonho é apenas a experiência de imaginação do nosso inconsciente. A busca pela realização de algum desejo reprimido. Para Maxwell, sonho é a definição de culpa. O motivo por ter se afastado das pessoas e por ter perdido quase todos que amava."

15/03/2019

[Resenha] O poder da vida | Zibia Gasparetto

O poder da vida

Autor(a): Zibia Gasparetto
Editora: Vida & Consciência
Páginas: 224
Resenha por: Larissa
Avaliação: 5/5
Compre: AmericanasEditora

*Livro cedido pela editora para resenha


Sinopse: Ao longo de minha vida, tive contato com muitas pessoas e, consequentemente, com muitas histórias, que vinham até mim por meio de cartas, "e-mails", ligações telefônicas realizadas para meu extinto programa na Rádio Mundial e por meio de conversas informais. A cada história com que tinha contato, a cada pergunta que me era feita sobre os mistérios que cercam nossa existência, tive a oportunidade de refletir sobre essa experiência poderosa que é viver. A cada resposta que encontrava para as questões que eram feitas a mim, eu também encontrava respostas para minhas perguntas, e nessa troca com o outro aprendi mais do que ensinei. Tendo isso em mente, decidi dividir com vocês, leitores que me acompanham há tantos anos, algumas lições que me ensinaram a descobrir o verdadeiro poder da vida.

Resenha: Esse é mais um livro daqueles em que a nossa querida Zibia Gasparetto - agora já no plano espiritual - fala sobre diversos temas espíritas, para que possamos aprender mais sobre o assunto. Eu já havia lido outros livros nesse estilo e gostei bastante, pois sempre aprendo algo novo ou complemento ainda mais o que já sei, então quando vi esse lançamento fiquei louca para ler.

"Saiba ficar na sua, não assuma responsabilidades dos outros, compreenda que cada um colhe o que planta, que há sempre um jeito de tirar o melhor das pessoas."

Em "O poder da vida" Zibia nos traz os mais diversos temas que temos para discutir no espiritismo, como por exemplo: rejeição ao filho, o que fazer quando estamos sem rumo na vida ou quando tudo dá errado, a força do pensamento, epilepsia, tratamento espiritual, dificuldade de largar o vício, superação de medos, fantasmas, violência, rebeldia, justiça, infelicidade, desconfiança, intuição, mediunidade, traição, entre muitos outros. No total são 45 textos que trabalham diferentes temas.

Um texto que achei bem interessante e que trouxe-me dicas bastante valiosas foi "25 - Minha vida é um fracasso", pois nos explica que tudo acontece da maneira que estamos sempre esperando que aconteça, ou seja, se esperamos que tudo dê errado sempre, é isso que irá acontecer, mas se pensarmos positivo, algo bom irá vir.

"Quem se julga vítima, tem medo de tudo, não toma decisões, não ousa, não confia na própria capacidade, cultiva pensamentos negativos, torna-se uma pessoa frágil e incapaz."

Outro texto que me acrescentou bastante foi "37 - A ansiedade só atrapalha e alimenta a ilusão", pois acho que a maioria das pessoas sofrem - nem que seja um pouquinho - por causa da ansiedade, que infelizmente nos atrapalha e muito.

"A ansiedade faz com que você viva no futuro, alimente a ilusão. É no presente que se pode agir, fazer escolhas, criar o futuro. São as escolhas que determinam todos os acontecimentos em sua vida."

Como já era de se esperar, a edição do livro está linda, com os inícios e finais dos capítulos bastante enfeitados e sempre com uma frase de efeito para encerrar cada tema.

Esse é um daqueles livros para deixarmos na cabeceira da cama e lermos quando estivermos precisando de uma ajudinha espiritual ou com dúvida sobre algum assunto do espiritismo. Indico essa obra para todos que, assim como eu, são espíritas e querem saber mais sobre o assunto e também para quem quiser conhecer um pouquinho mais sobre essa doutrina.

"Depois da morte, o espírito toma consciência de que a vida é eterna e percebe seus erros."

13/03/2019

[Quotes] Telegramas

Olá, livreiras e livreiros! Hoje eu trouxe para vocês mais uma postagem de quotes, dessa vez do livro "Telegramas", do Lucão. Ultimamente estou adorando ler esses livros que são compostos por frases/poemas, pois são leituras leves e ao mesmo tempo bem reflexivas. "Telegramas" nos traz, como o nome já diz, diversos telegramas, que são textos tipo poemas, porém bem curtinhos. Enfim, vamos conferir?!

"As pessoas
Ficam mais bonitas
Por fora
Quando se vestem
De amores
Por dentro."

"Todo amor
É uma poesia
Pronta."

"Não amar
A si mesmo
É um tipo
De suicídio
Que a gente
Comete
Na alma."

"Quando
As pessoas
Me pedem
Pra eu dar
O meu melhor
Eu sempre dou
O meu amor."

"Amar
É uma forma de deixar
Heranças na Terra."

"Viver
É uma eterna despedida
Entre o que somos agora
E o que vamos ser
Em seguida."

"Uma pessoa
Que por vezes
Caminha só
Descobre mais belezas
No caminho que faz
Para dentro de si
Que no caminho."

"Uma pessoa
Que sabe de tudo,
Mas que mal sabe
De si,
É uma pessoa
Que não sabe
O principal."

"Não se envergonhe
Dos seus medos.
Pássaros medrosos
Também voam."

"Nem todos os sonhos
Precisam ser realizados.
Só precisam existir.
Realizados devem estar
Aqueles que conseguem ao menos
Sonhar."

POSTAGEM POR: LARISSA

11/03/2019

[Resenha] No cantinho do arco-iris | Sónia Ribeiro

No cantinho do arco-iris

Autor(a): Sónia Ribeiro
Editora: Chiado
Páginas: 78
Resenha por: Viviane
Avaliação: 4/5
Compre: Editora

*Livro cedido pela autora para resenha


Sinopse: Quando adormeço, surge a imagem de um céu estrelado e de um caminho iluminado pelo luar. A noite parece estar fria. Os três cavaleiros seguem, lado a lado, a um passo rápido e em silêncio. Mas eu oiço-o! Oiço o seu pensamento, como se falasse apenas para mim.
Olá Pequenina!
Vi que recebeste o meu presente! Não te preocupes, amanhã de manhã elas estão de volta e ficarão para sempre junto a ti.
Não pude esperar por vocês. A Aldeia da Planície teve um problema com as chuvas e é preciso ir ajudar a reconstruir as casas e o dique principal, que ficou desfeito. Espero que acompanhes a Aura até lá.
Dorme bem Pequenina! Dorme com a certeza que me acompanharás esta noite.

Os meninos já dormem a sono solto, quando consigo finalmente adormecer.
Ouve-se o som de água a correr, que se mistura com o burburinho agitado e confuso dos meninos.
- Alguém tem de segurar o outro lado! - grita um menino de cabelos compridos.
- Não! É muito perigoso! - grita Filipe.
A estrutura do novo dique está espalhada no leito do rio. Os meninos, encharcados e cansados, olham desanimados para ela. Depois de dois dias de trabalho, a força da água destruiu a estrutura de madeira que estava a ser montada.
- Não vale a pena! Não vale a pena! Não vamos conseguir! - grita Filipe, enquanto se afasta frustrado.
- Partimos amanha de manha. - diz o guardião mais baixo - Ele tem de parar e de se afastar!
- Filipe, o problema foi a força da água. Estávamos a fazer tudo de acordo com o plano.
- Eu tenho de sair daqui. - diz Filipe.
Desperto com a imagem de um olhar perdido e desesperado.

Resenha: Uma garota acorda em um lugar incrivelmente lindo, mas não lembra como foi parar lá. À sua frente tem um caminho de pedras irregulares que em um certo ponto divide-se em dois; para um dos lados ela é levada até uma cachoeira deslumbrante com um lindíssimo arco-íris formado pelas gotículas d'água que tocam a luz do sol, já no outro lado tem uma aldeia com muitas crianças bem menores que o normal, sendo que os meninos são carecas e usam roupas coloridas e as meninas têm longos cabelos com laços de cores vibrantes e usam vestidos brancos.

Logo a garota descobre que as crianças da aldeia usam as cores do arco-íris e, de acordo com a cor, eles têm uma função na aldeia - os de cor verde cuidam das plantações, os de azul cuidam da água e da coleta de peixes, os de índigo têm a missão de deixar os animais felizes, os de violeta fiam a lã e produzem os tecidos e assim por diante. Eles sobrevivem à base de troca do que cada aldeia produz; toda semana eles vão até o castelo do príncipe Filipe e trocam suas mercadorias. Aliás, tudo nesse mundo tem a ver com os sentimentos do príncipe; a parte colorida e alegre surgiu de seus momentos felizes e uma parte sombria, uma floresta muito escura, surgiu de um momento triste.

"Aqui na Aldeia das Mil Cores todos temos uma história risonha e representamos um momento muito feliz. Somos o que dá alegria e cor à vida do Príncipe. Somos alguém especial ou um encontro fantástico. Somos uma boa notícia ou até uma história que fica gravada para sempre. Somos uma paisagem perfeita ou uma canção daquelas que constroem um sorriso."

Nossa protagonista não sabe como foi parar lá, mas sabe que nasceu de um momento feliz, pois foi parar na Aldeia das Mil Cores, porém, como ela consegue ver a parte sombria, disseram à ela que ela também participou de um momento triste do príncipe. A garota não lembra de nada, mas durante o sono tem sonhos com o príncipe que vão dando pistas desse mistério.

Inicialmente a resenha seria feita pelo Leonardo, pois parecia-nos ser um livro bem infantil, mas o livro tornou-se um pouco longo para ele, então ele preferiu só acompanhar-me na leitura e não fazer a resenha.

Eu não sei se o livro terá continuação, mas eu gostaria que tivesse, pois sinto que algumas coisas deveriam ser mais bem explicadas e o modo como tudo terminou deixa margem para um possível segundo volume.